ATLÂNTICO lançou o primeiro laboratório digital em Angola

1354

O ATLÂNTICO iniciou em Agosto de 2018 a operação do primeiro laboratório digital em Angola, que terá morada no Miramar, afastado do dia-a-dia da actividade bancária. O referido laboratório foi denominado Disruption Lab.

O Disruption Lab (powered by ATLANTICO) pretende ser um agregador e gerador de inovação digital em Angola, liderar os esforços de disrupção tecnológica do Ecossistema ATLANTICO através da incubação e aceleração de ideias com potencial de criação de valor, de forma a garantir que os Clientes, as Pessoas, os Parceiros, as Comunidades, e muitas vezes os concorrentes e competidores, beneficiam do conhecimento e da experiência proporcionados pelas mais recentes inovações tecnológicas.

O laboratório tem como objectivo principal a promoção de um ecossistema de fomento ao empreendedorismo e inovação digital em Angola, através da agregação de competências originadas nas Startechs, Universidades e instituições financeiras, nacionais e internacionais.

Os princípios de funcionamento do LAB tem o propósito de:

  1. Desenvolver as competências digitais e de analytics;
  2. A integração de uma massa crítica de talentos numa equipa multidisciplinar (mistura de recursos internos e externos, incluindo mas não só novos recrutamentos);
  3. Garantia de criação de know-how e expertise para o longo prazo através de programas de formação e certificação;
  4. Implementação de metodologias consistentes em toda a organização.

O laboratório surge no momento em que o ATLÂNTICO implementa a sua Estratégia 2.1 focada na transformação, inovação e digitalização. De modo a atingir o seu propósito, o Disruption Lab organiza-se em equipas multidisciplinares, formadas por colaboradores e parceiros do Ecossistema de startechs, adoptando e capacitando as equipas em metodologias de trabalho ágil.