A cobertura móvel está a melhorar, mas a lacuna de uso é uma preocupação crescente

1185

Devido a pandemia COVID-19, mais da metade da população do mundo agora está a usar a internet móvel. O uso da Internet móvel se traduz em pouco mais de quatro bilhões de pessoas conectadas, 225 milhões a mais em comparação com 2019, e um terço das pessoas globalmente em apenas seis anos.

Esses dados é de acordo com o último relatório global da GSMA sobre o estado da conectividade à Internet móvel de 2021 , apresentado no MWC Africa deste ano. Mesmo com este crescimento impressionante na conectividade da Internet móvel, tanto em termos de cobertura e uso da Internet móvel, o relatório destaca ainda que o trabalho deve ser acelerado para eliminar a exclusão digital.

Dos 3,8 bilhões de pessoas que permanecem desconectadas, apenas 450 milhões de pessoas não vivem em áreas com cobertura de banda larga móvel. A lacuna de cobertura representa uma melhoria significativa ano a ano, de acordo com a GSMA. O desafio muito maior são os 3,4 bilhões de pessoas que vivem em áreas que já são cobertas pela banda larga móvel, mas que continuam desconectadas.

De acordo com o State of Mobile Internet Connectivity 2021 da GSMA, focado na região da África Subsaariana, ganhos significativos foram feitos na cobertura 3G e 4G desde 2014, mas em 2020 apenas metade da população tinha acesso a uma rede 4G.

Além disso, embora a adoção de smartphones esteja a aumentar, eles ainda respondem por menos da metade do total de conexões. Em 2020, o custo dos dispositivos habilitados para internet mais baratos como porcentagem do PIB per capita mensal era de 26,5%.

O director de regulamentação da GSMA, John Giusti, disse: “A pandemia COVID-19 deixou clara a importância do acesso à Internet móvel para a vida e o sustento das pessoas e acelerou a transformação digital em todo o mundo. O telemóvel é a principal e muitas vezes a única forma de acessar a Internet em países de baixa e média renda. Embora mais pessoas do que nunca estejam a usar a Internet móvel, algumas barreiras fundamentais impedem que muitas pessoas utilizem a Internet móvel. Para fechar essa lacuna de uso, todos nós – governo e indústria – precisamos fazer mais. Em particular, devemos abordar as principais barreiras ao uso de serviços de internet móvel, principalmente alfabetização e habilidades digitais, bem como acessibilidade. Somente por meio de ações direcionadas e colaborativas podemos reduzir a exclusão digital. ”

Durante os últimos seis anos, a lacuna de cobertura continuou a diminuir:

  • Em 2014, quase um quarto da população mundial não tinha acesso a uma rede de banda larga móvel.
  • No final de 2020, esse número era de apenas 6%. Agora, 94% da população mundial tem acesso a uma rede de banda larga, com maior progresso entre 2014 e 2018.
  • Em 2020, a cobertura global aumentou um ponto percentual, de 93% para 94%. Isso reduziu o número de pessoas que vivem em áreas sem uma rede de banda larga móvel para 450 milhões. Aqueles que permanecem descobertos normalmente vivem em áreas rurais escassamente povoadas com terreno difícil.

O número de pessoas que usam a Internet móvel também aumentou pelo segundo ano consecutivo:

  • No entanto, a lacuna de uso permanece grande e é responsável pela maioria dos desconectados.
  • Em 2020, 3,4 bilhões de pessoas (43% da população mundial) viviam sob a área de cobertura de uma rede de banda larga móvel, mas não estavam a acessar os serviços de Internet móvel.
  • Embora a lacuna de uso esteja a diminuir, agora é sete vezes maior do que a lacuna de cobertura.
  • Em 2014, a lacuna de uso representava 64% do total da população não conectada – esse número cresceu para 88% até 2020 devido ao aumento da cobertura de banda larga móvel.
  • Os países de renda baixa e média agora respondem por quase 93% da população não conectada do mundo e mais de 98% da população não coberta.
  • Entre 2019 e 2020, o aumento mais significativo no uso da internet móvel está no Leste Asiático (61%), que cresceu 4%.

As principais barreiras incluem:

  • A falta de conhecimento da internet móvel e os seus benefícios, alfabetização e habilidades digitais constituem a maior barreira para a adoção. Quase um quarto dos adultos nos países pesquisados ​​pelo relatório não estão cientes da internet móvel e os seus benefícios.
  • Acessibilidade: telefones e dados habilitados para internet tornaram-se menos acessíveis em muitos países de baixa renda em 2020 devido ao impacto económico da pandemia COVID-19.

Essas barreiras frequentemente afectam desproporcionalmente segmentos específicos da população, especialmente pessoas que vivem em áreas rurais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui