Acesso à internet dificulta MultiChoice aumentar leque de serviços em Angola

2445

O fraco acesso à internet por parte dos angolanos, é um dos principais motivos que a MultiChoice Angola, por via da DSTV, possa aumentar a sua carteira de serviços, com destaque para o fornecimento aos clientes do serviço de internet, a par do serviço de televisão por satélite.

Essa informação foi revelada pelo CEO da empresa no país, Glauco Ferreira, em entrevista ao NOVO JORNAL, reiterando que “a maneira como chegamos ao consumidor vária da realidade do mercado“, onde isso quer dizer que “existem várias maneiras de se chegar ao consumidor, existe o sistema DTH, sendo via satélite, existe também o sistema DTT, sendo o digital terrestre e ainda existe o streaming, através de internet“.

Em Angola, operamos via satélite e já agora conseguimos através do serviço streaming, para os clientes com conta satélite. Da nossa parte, fornecemos o serviço de internet nos países quando a penetração de internet é grande o suficiente“, informou.

Em suma, o CEO frisa que neste momento, não é um negócio rentável distribuir os serviços da empresa fora da via satélite, levando em conta a “penetração para se ter televisão via internet“, embora que o mercado de “fibra vem crescendo cá no país“.

MAIS: Tupuca entre as startups africanas selecionadas para o MultiChoice Africa Accelerator

O CEO informou ainda que Angola faz parte do Top 5 dos 50 países onde a MultiChoice tem tido maior rendimento nos negócios, destacando que a empresa é pioneira no país na distribuição de TV por assinatura, onde trouxeram tudo que é de inovação e continua a trazer.

Hoje, temos o nosso serviço de streaming através do qual se pode assistir a todos os canais por meio do telemóvel. Então, penso que a combinação de enriquecer vidas faz parte do nosso objetivo como empresa e trazer o que há de melhor no entretenimento internacional e local, o que é um sucesso para os nossos cleintes em Angola“, disse o CEO da MultiChoice Angola.

Fora isso, Glauco Ferreira reitera que o “investimento no conteúdo local é a prioridade estratégica da MultiChoice Angola, porque ajudamos a produzir estórias de Angola e feitas por angolanos, por via do canal “Kwenda Magic”, que criamos há dois anos.

Para isso, investimos em três produtoras nacionais de ficção que quiseram contar histórias com narrativas singulares, típicas da cultura africana, mais concretamente angolanos, como são, por exemplo, os casos das novelas “Mahinga” e “Rio”, que são um sucesso“, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui