Flutterwave, Startup Nigeriana, triplica a sua valorização e é agora avaliada em 3 Biliões de USD

0
1589

A Flutterwave, uma das startups unicórnio em África, conseguiu um novo feito de destaque. Devido a uma ronda de investimento de 250 milhões de dólares, a startup ficou assim avaliada em 3 mil milhões de dólares, nessa última semana, revela o Tech Crunch.

A Flutterwave é uma fintech nigeriana criada em 2017, que começou por criar uma espécie de API para implementação de pagamentos em empresas a operar no continente africano — um pouco igual ao que faz a Stripe que, hoje, é a startup mais valiosa no mundo inteiro.

Segundo o que contam os fundadores da plataforma, que têm um passado ligado à Google e à Paypal, a ideia original passava mesmo por tirar proveito do facto de na região haver cada vez internet mais rápida (apesar de menos de 30% do continente ter cobertura) e cada vez mais pessoas com um telemóvel (80% de acordo com dados da ONU). Na ideia dos fundadores é que a empresa se torne a plataforma de pagamentos de referência para todas as empresas que querem aproveitar a digitalização da região, criando assim uma oportunidade gigante de negócio.

Olugbenga GB Agboola (Founder & CEO da Flutterwave)

De informar que a Flutterwave começou por fazer parte da popular aceleradora americana Y Combinator, onde teve a oportunidade de desenvolver o seu produto e começar a fechar a primeira rede de clientes. Inicialmente, o foco estava muito do lado de instituições já estabelecidas, que necessitavam de um complemento que lhes permitisse ter uma presença online mais forte e lidar com um volume maior de pagamentos e transações. Foi por isso que a startup começou por trabalhar com os principais bancos africanos e com grandes empresas já estabelecidas, que permitiram que a plataforma ganhasse uma validação no mercado.

MAIS: Startup líder de pagamentos em África leva os seus serviços no Quénia

Depois de construir uma reputação e levantar as primeiras rondas de investimento, a fintech começou a olhar para o número cada vez maior de PMEs africanas a montar negócios online num mercado onde não tinham muitas ferramentas à sua disposição. A pandemia, que colocou muitos desafios a estas e outras empresas, tornou esta necessidade ainda mais urgente e deu mais uma oportunidade à Flutterwave.  Primeiro, a startup adaptou a sua solução inicial para que fosse mais fácil de integrar nas plataformas destas empresas. De seguida, decidiu desenvolver a Flutterwave Market, uma solução que permite que PMEs possam criar diretamente as suas lojas online com a solução da Flutterwave já integrada e chegar a milhares de consumidores. Deste modo, a startup podia funcionar em simultâneo como a Shopify, a Amazon e a Stripe, o que era ideal para um mercado embrionário à procura de opções simples no meio de rápidas mudanças.

Eis alguns números actuais da startup:

  • É utilizada por 900 mil negócios no mundo inteiro (eram 300 mil há um ano)
  • Já processou 200 milhões de transações avaliadas em 16 mil milhões de dólares
  • Está presente em 34 países e permite transações em cerca de 150 moedas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui