“Cartão sem Contacto” entram em circulação neste ano

1328

O “cartão sem contacto”, funcionalidade tecnológica que permite realizar transações sem contacto com os aparelhos como o Terminal de Pagamento Automático (TPA), poderá ser introduzido no sistema bancário ainda este ano, segundo o presidente da Comissão Executiva da Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), José Gualberto de Matos.

Falando no programa Grande Entrevista da Televisão Pública de Angola, o gestor falou das enormes funcionalidades para o país na introdução desta tecnologia.

Estamos a desenvolver este serviço, porque Angola é dos poucos países em África que possui um cartão multicaixa com regras próprias. A entrada em funcionamento do “cartão sem contacto” dependerá também da dinamização dos bancos comerciais”, disse.

MAIS: EMIS prevê lançar TPA-Express e “Kwık”

De acordo com Sophie Nerbonne, da Autoridade Francesa para a Proteção de Dados (CNIL), reitera que “o cartão sem contacto é um novo cartão bancário que tem uma funcionalidade de pagamento remoto usando a chamada tecnologia NFC (Near Field Communication), para poder pagar sem ter de introduzir o cartão no leitor“.

Existem dois riscos associados ao uso deste tipo de cartões. O primeiro foi destacado por um investigador em 2012. Alertava para o facto de ser possível ler remotamente tanto o nome do titular, a lista de transações, bem como o número do cartão e a data de validade. Isto, obviamente, levantou uma série de preocupações. E agora o nome do titular e a lista de transações já não estão disponíveis. Portanto, é impossível clonar um cartão com pagamento remoto apenas a partir do número do cartão e da data de validade.

Neste momento, estes pagamentos são seguros. Mas o segundo risco em relação à privacidade dos dados pessoais ainda existe, já que o número do cartão e a data de validade permanecem disponíveis.

Na opinião de alguns especialistas, é importante que as pessoas sejam plenamente informadas, quando recebem o cartão de crédito com a tecnologia de pagamento remoto, para poderem escolher se querem ou não ativar este novo recurso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui