PROCURAR
PUBLICIDADE

Cientistas criam um pendrive que mede o nível de HIV no sangue

USB-HIV

Os Cientistas do Reino Unido desenvolveram um tipo de teste de HIV, onde usaram um pen drive que pode fazer uma leitura rápida e altamente precisa de quanto vírus se encontra no sangue do paciente.

O dispositivo, criado por cientistas do Imperial College de Londres e pela empresa privada norte-americana DNA Electronics, usa uma gota de sangue para detectar o HIV, e depois cria um sinal eléctrico que pode ser lido por computadores, laptops e aparelhos portáteis.

Os pesquisadores dizem que a tecnologia, embora ainda em seu estágio inicial, pode permitir que os pacientes monitorem regularmente seus níveis de vírus, de um modo semelhante aos portadores de diabetes verificam os níveis de açúcar no sangue. De acordo com a pesquisa publicada na revista Scientific Reports, os resultados mostraram que o teste do dispositivo foi 95% exato sobre 991 amostras de sangue e o tempo médio para produzir uma leitura foi de 20,8 minutos.

O exame, que usa um chip de telemóvel, analisa uma gota de sangue colocada em um local do pendrive. Qualquer HIV presente na amostra desencadeia uma mudança de acidez, que o chip transforma em um sinal eléctrico. Este é enviado ao pendrive, que mostra o resultado em um computador ou aparelho portátil. 

Poderia ser particularmente útil em ambientes remotos para ajudar os pacientes com HIV a administrar seu tratamento de forma mais eficaz, uma vez que os testes actuais envolvem o envio de uma amostra de sangue para um laboratório.

Compartilhe:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE