Consultório MenosFios: Conheça como o TikTok espiona os usuários de iOS e como se proteger

1598

Nas redes sociais, muitos links externos são oferecidos aos usuários o tempo todo, e no caso da publicidade, por exemplo, o TikTok permite o acesso rápido ao site do anunciante. Por isso, Felix Krause, fundador do Fastlane, ferramenta de código aberto que ajuda no desenvolvimento de aplicativos em Android e iOS, voltou o seu olhar para a rede social chinesa.

Na maioria dos casos, a página é aberta diretamente a partir do link que está no aplicativo. Para o usuário, isso é uma experiência mais tranquila e prática, mas abre portas para alguns riscos. Outras redes como o Facebook e o Instagram já fazem uso deste processo. O TikTok, entretanto, excede um pouco o limite.

A plataforma chinesa aproveita essa oportunidade para guardar algumas informações com o objetivo de exibir anúncios cada vez mais direcionados ao público consumidor certo. O TikTok coloca linhas de código JavaScript nos sites visitados no sistema iOS para ter acesso ao que o usuário está fazendo na Internet e mostrar a ele os produtos que chamam a sua atenção.

Além disso, o aplicativo também pode saber tudo o que você digita nos seus smartphones da Apple.

No seu estudo publicado pela Forbes, Felix Krause explicou o processo: o código integrado pelo TikTok acompanha todos os movimentos de um usuário na web, sendo capaz de ter acesso a senhas e identificadores. Isso é possível através da análise de cada tecla clicada no teclado do iPhone. “Do ponto de vista técnico, isso equivale a instalar um keylogger em sites de terceiros”, afirmou Felix.

Só porque um aplicativo injeta JavaScript num site externo não significa que ele esteja fazendo algo mal-intencionado”. De acordo com ele. “Não é uma coincidência ou um erro, é uma escolha da empresa”, acrescentou.

Em defesa do TikTok, Maureen Shanahan, porta-voz da empresa, num comunicado à imprensa, justifica: “Igual a outras plataformas, nós utilizamos este navegador web incorporado para melhorar a experiência do usuário, mas o código Javascript só é usado para resolução de problemas e monitoramento de desempenho. Isto é o que nos permite verificar a velocidade de carregamento de uma página ou se ela está bloqueando”.

Para proteger os seus dados, Felix oferece algumas dicas. Ele indica que os usuários não abram o link quando estiverem no aplicativo. O usuário pode enviá-lo para algum amigo por mensagem. Depois, é só copiar e colar o link num navegador externo.

______________________________________________________________

Esse foi o Consultório MenosFios de hoje, onde pedimos que os nossos leitores as comentem e que contribuam com informações adicionais que julguem serem necessárias sobre esse mesmo tema.

Todas e quaisquer questões que gostassem de ver aqui respondidas devem ser colocadas no canal de comunicação exclusivo e dedicado ao consultório Menos Fios.

Falamos do email criado para esse fim: [email protected]. Este é o único ponto de receção das questões que nos enviarem. Usem-no para nos remeterem as vossas questões, as vossas dúvidas ou os vossos problemas. A vossa resposta surgirá muito em breve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui