Consultório MenosFios: Teste. Você é um Hacker?

0
415

Será que achas que tens o perfil de quem está prestes a entrar na Deep Web?

Nessa edição desse Domingo do Consultório MenosFios mostramos um teste que vai provar se tens ou não as competências para seres considerado um hacker. Então, escolha abaixo a alternativa que melhor se encaixa ao seu perfil e verifique!

Quando criança, qual era o seu tipo de brinquedo favorito?

  1. Qualquer boneco e aventuras dle para casa.
  2. Um quebra-cabeças, como cubo mágico ou outro.
  3. Qualquer objecto para desmontar e refazer, como Lego.

 

Quantas horas consegues ficar trabalhando em um computador?

  1. O suficiente para fazer as tarefas necessárias e só.
  2. O dia todo no trabalho, mais algumas horas para tarefas em casa.
  3. Se pudesse, não sairia jamais da frente do computador.

 

Quebrou algum electro-electrônico em sua casa. Imediatamente, você:

  1. Joga no lixo e compra um novo, igual ou melhor.
  2. Pede para um amigo ou especialista avaliar o problema.
  3. Procura desmontar e entender como funciona até achar o defeito, para tentar consertá-lo.

 

Você leu a seguinte manchete: “4Chan Vaza fotos de celebridades nuas”. A sua reacção é:

  1. “Quem será esse tal de 4chan? Vão falar disso no Xé-Agora Aguenta?”
  2. “É muito legal brincar com pessoas na internet!”
  3. “Devemos aprender sobre privacidade digital todo o dia”.

 

Sua escola ou faculdade propóe um curso ou disciplina de linguagem de programação, você:

  1. Acha muito estranho e acredita que não deve perder tempo com isso.
  2. Valoriza a iniciativa e recomenda a escola aos seus amigos nerds.
  3. Aplaude de pé e insiste que todo o mundo deveria aprender ao menos lógica.

 

Alguém próximo a você quer comprar um smartphone. Seu envolvimento é:

  1. Muito pequeno. Um modelo básico é suficiente para você.
  2. Igual ao de um curioso, nunca é demais ficar atento às novidades.
  3. Total. Afinal, normalmente adora bancar o consultor de tecnologia.

 

Você se considera um autodidata?

  1. Não mesmo. Levo tempo para entender um conceito ou habilidade nova.
  2. Talvez se eu tivesse condições, ou mais tempo para me dedicar.
  3. Sem dúvidas. Aprendi coisas como informática ou idiomas.

 

Em algum momento você já exibiu o código-fonte de uma página HTML?

  1. Nunca mexi nisso – e se algum código apareceu, foi sem querer.
  2. Já vi ou me mostraram por curiosidade, parece interessante.
  3. Fico o tempo todo usando a função “inspecionar elemento”.

 

Uma mpresa de segurança oferece uma premiação em dinheiro para checar um sistema, você pensa…

  1. “O que isso tem a ver comigo?”
  2. “Vou dar uma olhadinha para ver como funciona.”
  3. ” Essa é a minha chance! Vou mergulhar fundo nisso!”

 

Qual sua melhor lembrança do personagem “MacGyver”.

  1. Na verdade não lembra. Ou já esqueceu. Ou tanto faz.
  2. Sujeito divertido, mas era fantasioso e inacreditável.
  3. Inspirador. Deseja ser tão habilidoso e criativo como ele.

 

Imagine que você está na cozinha preparando uma refeição, Você se sente melhor…

  1. Seguindo rigorasamente a receita – e com medo de dar errado.
  2. Fazendo algumas modificações – mas tudo planejado com antecedência.
  3. Improvisa e otimiza na hora, dependendo dos ingredientes.

 

Surge em sua tela alguma palavra combinado letras e números – como “h4ck3r”. Sua reação é:

  1. “O que diabos isso significa?”
  2. “Aaah, o 4 se parece com um A! E o 3 é um É!”
  3. “Estou acostumado, minahs senhas são todas assim.”

 

Qual estilo de livros você gosta?

  1. Não sou fã de leitura, prefiro televisão ou algo de consumo rápido.
  2. Romances, suspenses… Também gosto de cultura pop em geral.
  3. Leio e interesso por tudo, mas minha paixão é ficção científica!

 

Já ouviu falar na expressão “open-source”?

  1. Não, mas se tem a ver com algo “aberto”, deve ser pirataria.
  2. Sim, só não confio muito na qualidade de produtos ou serviços.
  3. Acredito que essa filosofia pode imoulsionar a inovação tecnológica.

 

Como é a sua relação com o sistema operacional Linux?

  1. Nunca usei e provalvemente não conseguiria me acostumar.
  2. Experimentei, mas ainda considero Windows ou Mac OS mais fácil.
  3. É o meu sistema principal, gosto de testar versões e programas.

 

Na sua opinião, qual a melhor maneira de resolver um problema?

  1. Esquecer-se dele e ocupar o tempo em outros desafios.
  2. Terceirizar, pedir ajuda especializada a quem entende.
  3. Pesquisar e abrir discussão em fóruns e comunidades.

 

Ao ouvir na mídia o termo “hacker” associado a criminosos. Você…

  1. Concorda, talvez. Isso quando presta atenção na reportagem.
  2. Torce o nariz, mas entende: algumas ideias precisam ser simplificadas.
  3. Acha ridículo. É preciso reforçar hackers de crackers.

 

RESPOSTAS

Se a maioria das respostas for A: Definitivamente, não. O universo hacker está bem distante de sua realidade. Ou melhor, de repente você pode enxergar a Deep Web, bem como outros prós e contras da Internet, com um olhar mais crítico. Vale a pena.

Se a maioria das respostas for B: Quem sabe um dia. A cultura e a ética hacker, além de assuntos ligados à segurança da informação ou colaboração em rede, são temas fascinantes aos seus olhos. Talves com alguma dedicação extra, dá para ao menos entender HTML – que tal?.

Se a maioria das respostas for C: Sem sombra de dúvidas, sim! Todas as informações, tanto quanto outras fontes estruturadas, combinadas com a sua forma de enxergar o mundo, vão abrir muitas portas – mas sempre com responsabilidades.

________________________________________________________________

Esse foi o episódio do Consultório MenosFios desse Domingo, onde esperamos que seja útil para todo e qualquer pessoa que queira saber se tem as habilidades necessárias para ser um hacker. Agora, pedimos que os nossos leitores a comentem e que contribuam com informações adicionais que julguem serem necessárias sobre esse mesmo tema.

Todas e quaisquer questões que gostassem de ver aqui respondidas devem ser colocadas no canal de comunicação exclusivo e dedicado ao consultório Menos Fios.

Falamos do e-mail criado para esse fim: [email protected]. Este é o único ponto de recepção das questões que nos enviarem. Usem-no para nos remeterem as vossas questões, as vossas dúvidas ou os vossos problemas. A vossa resposta surgirá muito em breve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui