ENSA sofre ataque de ransomware

1922

A ENSA – Seguros de Angola, SA, empresa líder no mercado de seguros angolano, foi alvo de um ataque de ransomware que resultou no acesso a mais de 2 terabytes de dados, incluindo dados de clientes, segundo informações que chegaram a  redacção da Menosfios.

O ataque informático foi reivindicado pelo grupo de piratas BianLian, informando que têm em sua posse mais de 2.8 terabytes de dados relactivos a clientes, finanças, contabilidade, recursos humanos, negócios e e-mails internos da empresa angolana.

De informar que o grupo BianLian é conhecido por não encriptar os dados das vítimas, optando logo por roubar os dados e saltando directamente para a ameaça de os divulgar caso não paguem o que for pedido, num prazo de dez dias.

MAIS: Angola vai ter agência de segurança cibernética para prevenir ataques

O grupo diz já ter uma lista de 118 vítimas, com a maioria a serem empresas norte-americanas.

Curiosamente, também asseguram que os dados das vítimas que paguem nunca serão vendidos ou partilhados, uma vez que a isso arruinaria a sua reputação e o seu próprio modelo de negócio. O tipo de garantias que levantará sempre imensas dúvidas, e que não evitará que, por mais que digam o contrário, esses dados possam vir a ser divulgados – ou até roubados por outros grupos de hackers.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui