[Entrevista] Nuno Carvalho, criador do App Luanda Life & Spots

3912

app3-300x281Há umas semanas o Jorge Maximus falou sobre o Luanda Life & Spots, um aplicativo inovador e muito bem desenvolvido, compatível com Android e iOS.

O mesmo é, segundo a descrição oficial do aplicativo: “um guia que inclui a oferta de restaurantes, pastelarias, bares, discotecas e eventos por toda a capital Angolana”.

Curiosos como somos, decidimos investigar quem seria o criador ou empresa responsável pelo aplicativo, e conseguimos. Nuno Carvalho foi o nome que descobrimos. Não satisfeitos, porque o bichinho da curiosidade tecnológica não nos deixava em paz, decidimos entrar em contacto com o Nuno e perguntar se poderia responder-nos a algumas questões. O resultado da sua resposta afirmativa está aqui, quentinha, nesta manhã de sexta-feira.

MF: O que lhe levou a desenvolver essa aplicação?

Nuno Carvalho(NC): A ideia de desenvolver a aplicação surgiu da minha própria necessidade de por vezes querer contactar um restaurante para reservar uma mesa e em alguns casos encontrar os contactos era quase uma missão impossível. Normalmente, o contacto surgia depois de alguns telefonemas a amigos para saber quem tinha. Tenho de admitir que o conceito não é totalmente novo, pois podemos encontrar aplicações do género para cidades como Londres, Paris ou Lisboa… e porque não oferecer a Luanda uma aplicação do género. Aqui surgiu a ideia!

MF: Há quanto tempo a aplicação está disponível?

NC: A aplicação ficou disponível na App Store e no GooglePlay a 14 de Agosto de 2012. Estamos já preparar uma actualização a ser lançada muito em breve, que contará com novas e interessantes funcionalidades. Encontra-se em fase de desenvolvimento e esperamos lançar essa nova versão até ao final do mês de Outubro.

MF: Qual foi o feedback dos usuários?

NC: O feedback dos nossos utilizadores tem sido muito reconfortante, pois os elogios são imensos, os agradecimentos bastantes, mas sabemos que temos de continuar a melhorar conteúdos e a inovar, pois queremos continuar a merecer esses elogios e reconhecimento por parte dos nossos utilizadores.

MF: Em média, quanto tempo leva pra fazer uma aplicação do gênero?

NC: Este projecto foi fruto de investimento privado em parceria com a empresa Ubbin Labs (empresa de desenvolvimento de software Web e Mobile) e como tal, se considerarmos que não tínhamos um momento definido para o lançamento da App, o que demorou mais tempo foi a criação da base de dados e respectivo mapeamento. A App Luanda Life & Spots destaca-se de qualquer outra pelo facto dos locais terem sido referenciados com coordenadas GPS obtidas em frente aos estabelecimentos. Assim, a criação da base de dados e o respectivo mapeamento demorou aproximadamente 6 meses. A App demorou aproximadamente 3 meses a ser desenvolvida e a plataforma de backoffice aproximadamente 1 mês.

MF: Alguns dados, como a localização e contactos dos restaurantes encontram-se no Google Maps, usou esses dados ou fez um levantamento novo?

NC: O mapa da App é do Google Maps, contudo e tal como referi anteriormente, todos os conteúdos da base de dados, incluindo o próprio mapeamento dos estabelecimentos foi resultado de um longo e meticuloso trabalho de levantamento local. Até mesmo as coordenadas GPS foram obtidas à porta dos estabelecimentos.

MF: As empresas contactadas colaboraram, fornecendo informações?

NC: Uma vez que não queríamos divulgar o projecto antes do seu lançamento, e como dizem muitos especialistas, “o segredo é a alma do negócio”, nunca nos apresentamos com Luanda Life & Spots. O contacto era sempre feito a título pessoal, como se fosse um cliente normal a solicitar os contactos para os ter “à mão” para quando viesse a precisar. Assim, a informação base sobre todos os estabelecimentos está disponível na App. Agora, se os estabelecimentos quiserem personalizar e ampliar os conteúdos, tal como colocar as ementas, pratos do dia, especialidades, fotos do local e etc, terão de se tornar membros da App o que terá um custo anual. Estamos a iniciar contactos nesse sentido e em breve vários restaurantes, pastelarias, bares e discotecas da App passarão a ter mais informação.

MF: Na sua opinião qual a plataforma mais fácil de programar, a da Apple (iOS) ou da Google(Android)?

NC: As duas plataformas têm dificuldades idênticas ao nível técnico e de implementação. As diferenças são mais a nível “burocrático”. A Apple é muito mais exigente e requer um processo mais complicado de publicação e aprovação de aplicações.

MF: Tem projectos para novos aplicativos destinados a Angola?

NC: Sim, mas ainda estão no segredo dos Deuses. Contudo, não será para já, porque queremos ainda aprimorar e amadurecer o projecto Luanda Life & Spots.

MF: Conselhos para os programadores Angolanos que queiram fazer projectos do gênero.

NC: Primeiro que tudo, terem uma boa ideia… de preferência original no mercado onde pretendem entrar. Em Angola ainda temos a oportunidade de sermos os primeiros, por isso é o momento certo para apostar e investir na inovação. Contudo, a qualidade e actualização dos conteúdos são, sem dúvida, a chave de sucesso. Por fim, diria que a persistência será também decisiva para lançar e sobretudo manter um qualquer projecto desta natureza. Na maioria das vezes, as coisas não correm bem logo à primeira… é preciso afinar até os mais pequenos pormenores, garantindo que tudo fica perto da perfeição, pois os utilizadores são muito atentos e críticos. Estes cuidados e pormenores é que irão ditar o fim ou o sucesso do projecto.

____________________________________________________________________________________

Deixamos aqui os nossos agradecimentos ao Nuno pela sua disponibilidade para responder as nossas questões e já agora aproveitem baixar o app porque agora o fim-de-semana começa sempre com o Luanda Life & Spots.

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu não conhecia o app, mas a partir do blog fiquei a saber que existe um app do género e é bastante útil para nós que vivemos em Luanda e frequentamos os locais que o app está focalizado.
    Espero que a versão para o iPhone 5 não dormite muito.
    Obrigado!

  2. Tenho usado o aplicativo já algumas semanas e sempre quis saber de quem eram os criadores … Parabéns ao Nuno pelo aplicativo e a Blog pela entrevista

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui