Ministro nega interesse do executivo em controlar redes sociais

0
1624

Facebook

Foi na ultima conferencia de imprensa dada pelo Ministro das Telecomunicações e Tecnologias da Informação, José Carvalho da Rocha, que o mesmo negou a intenção do executivo angolano de controlar as redes sociais em Angola.

 “Não há nenhuma iniciativa para regularmos as redes sociais. O que queremos e estamos a fazer é de facto criar alguma regulamentação que possa proteger o nosso ciberespaço”

O Ministro tocou no assunto para responder a uma das perguntas colocadas na conferência de imprensa. O mesmo frisou ainda que o executivo esta a trabalhar para que haja maior segurança na utilização da Internet em Angola, o que não deve ser confundida com controlo das redes sociais. Para o mesmo, a futura Lei de Proteção dos Sistemas e das Redes de Comunicações Eletrónicas, passa por permitir aos utilizadores das tecnologias de informação e comunicação que o façam em segurança e da melhor forma.

 Estamos a trabalhar com a sociedade e com as diferentes sensibilidades e muito brevemente teremos um ambiente regulatório que vai permitir defender o nosso ciberespaço”,
(…)
As redes sociais constituem uma conquista técnica e científica de toda a Humanidade, de que os angolanos devem beneficiar para melhorar o seu acesso ao conhecimento, mas não devem ser utilizadas para violar o direito das pessoas, expor a vida íntima de quem quer que seja, caluniar, humilhar e veicular conteúdos degradantes e moralmente ofensivos”.

Com isso José Carvalho da Rocha defendeu que Angola deve dispor o mais depressa possível de legislação adequada para orientar a sociedade e as instituições e reprovar ou prevenir o surgimento deste tipo de práticas, que são inaceitáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui