Google condenada a pagar USD 60 milhões por recolher localização sem autorização

907

A Google terá recentemente concordado em pagar uma multa de quase 60 milhões de dólares às autoridades na Austrália, por alegadamente seguir a localização dos utilizadores sem a respetiva autorização para tal.

O caso foi apresentado pela Comissão Australiana da Concorrência e Consumidor (ACCC), depois de ter sido revelado que a Google estaria a recolher a localização dos utilizadores do pais sem obter a respetiva autorização para tal. Esta medida era aplicada mesmo para os utilizadores que tinham desativado essa recolha nas configurações do sistema.

De acordo com o portal Australian Associated Press, a Google não estaria a ser clara sobre como este processo era desativado, e ainda usava outros serviços da empresa para realizar a recolha mesmo que a configuração fosse desativada no sistema operativo.

MAIS: Google aponta TikTok e Instagram como os seus grandes rivais

Face a esta situação, as autoridades locais terão decidido que a Google violou as leis, tendo condenado a empresa ao pagamento de duas multas, a primeira de 10 milhões de dólares, e uma segunda de 40 milhões, além de ser ainda obrigada a pagar 50% dos custos de tribunal da ACCC até ao dia da condenação.

Foi ainda deixada a indicação que a empresa deve rever as suas práticas para que a recolha da localização não seja mais realizada sobre o pais e os utilizadores no mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui