Implementação do modelo de bilhética nacional vai contar com ajuda de Portugal

1583

Angola vai contar com a ajuda de Portugal para a implementação do modelo de bilhética com suporte de meios de pagamento on-line da rede comercial de venda de créditos.

Essa informação foi revelada no final de um encontro da delegação da Empresa Nacional de Bilhética Integrada (ENBI) com a administração da empresa de Transportes Intermodais do Porto (TIP), na cidade do Porto, em Portugal.

A comitiva angolana visitou a Estação da Trindade, uma das obras emblemáticas do Arquiteto Siza Viera, onde constatou o funcionamento do modelo de pagamentos de bilhetes de passagem com o intermédio do telemóvel.

É uma tecnologia emergente, que revoluciona o sector da mobilidade, facilitando os passageiros no pagamento e acesso aos transportes públicos. Visitamos igualmente uma das maiores lojas de emissão de passes, localizado na Estação da Trindade, onde observámos o processo de emissão de passes”, disse o presidente do Conselho Executivo (PCE) da ENBI, Mário Nsingui.

MAIS: Angola vai contar com um Sistema Nacional Integrado de Bilhética

Atualmente a empresa de transporte portuguesa utiliza o modelo de pagamento mais recente, que é a tecnologia de pagamento móvel denominado Near Field Communication (NFC), que sem o contacto emite um título de transporte público.

O chefe da delegação angolana frisou ainda que essa é uma das experiências mais apreendidas bem como os mecanismos de fiscalização dos transportes e a estratégia de comunicação e divulgação do produto Andante, que faz com que o nível de fraude no sistema esteja situado abaixo de 5%, um número notável na bilhética, atendendo ao facto do sistema de metro do Porto não possuir “gates”.

O encontro serviu também para abordar temas relacionados com a criação da Associação Mobilidades Sem Fronteira, uma entidade constituída por empresas de bilhética da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), visando uma maior mobilidade entre os utentes dos passes das bilhéticas associadas.

Sobre esse assunto, o PCE da ENBI disse que um utente do Cartão Giramais seria válido nos transportes públicos do Porto ou de Lisboa, ou um utente com cartão Andante, do Porto ou Navegante, de Lisboa, seria aceite no SNBI. “A proposta foi aceite com entusiasmo e ficou o compromisso de se aprofundar o tema nos próximos encontros”, frisou o responsável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui