Instituições aconselhadas a promover os sistemas de pagamentos alternativos

1311

Os promotores de soluções de pagamentos alternativos à banca tradicional são aconselhados a consolidar a expansão desse tipo de serviços à população não bancarizada, na opinião de Pedro Castro e Silva, administrador do Banco Nacional de Angola (BNA).

Segundo o Administrador, que foi recentemente nomeado a vice-governador do BNA, informou que essa ideia surge pelo facto de a sociedade civil angolana bancarizada já usa os instrumentos disponibilizados pelos bancos locais que são móveis, exemplificando o cartão Multicaixa e as soluções mobile banking.

Atualmente Angola conta com 16 sociedades prestadoras de serviços de pagamentos, onde a maior parte oferece serviços de carteira móvel, a par das soluções de pagamentos alternativos lançadas pelos bancos tradicionais, pelo que Pedro Caniço  eleva a inclusão financeira.

Para o gestor, as sociedades que usam esse tipo de soluções, por serem mais ágeis, rapidamente captam clientes, sendo que uma delas, com base no número de clientes, já é maior que a maioria dos bancos comerciais licenciados pelo BNA.

MAIS: EMIS. Temos um dos três melhores sistemas de pagamentos de África

Sugeriu que devem ser priorizadas as transferências de pessoa para pessoa, à semelhança do que aconteceu nos outros mercados, uma vez que grande parte das operações económicas nacionais  é informal e os agentes que aí operam são indivíduos.

Ainda na entrevista com os jornalistas, o vice-governador do BNA revelou que está em curso o desenvolvimento da plataforma quick, sistema de serviços de transferências instantâneas, que vai garantir a interoperabilidade entre as várias soluções do Mobile Money.

Quanto à interoperabilidade, o Administrador que provou ser crítico para o serviço de mobile money em outros países africanos e vai se procurar acelerar o processo de adesão dos participantes a esta plataforma.

O gestor frisou também que inclusão financeira deve ser para a população e elevar a igualdade de oportunidades ao acesso a dinheiro físico, bem como serviços de poupança, depósito, transferências, crédito e outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui