Mercado angolano aberto a investidores com tecnologia e capital financeiro

916

 

O Governo Angolano abriu o mercado económico nacional a todo investidor mundial que traga tecnologia avançada e capital financeiro de modo a gerar um grande nível de conhecimento e maior eficiência da produção interna de bens e serviços.

Essa informação foi revelada pelo Ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, ressaltando que a criação de uma economia forte é feita com uma base de sustento diversificada, onde o programa do Executivo de atrair investidores de todo o mundo visa ainda aumentar os níveis de emprego no país, melhorar os rendimentos dos cidadãos e elevar a diversificação das exportações.

Manuel Júnior informou que, de modo a garantir a actratividade do empresariado, foi iniciada em 2017, várias forma visando à melhoria do ambiente de negócios em Angola.

MAIS: Angola e Emirados Árabes Unidos vão cooperar nos sectores tecnológico e económico

Segundo o Ministro, houve a necessidade de trabalhar-se na estabilização macro-económica, reiterando que o Governo Angolano desenvolveu com sucesso o programa de estabilização macroeconómica, que permitiu o alcance de resultados positivos no que diz respeito ao equilíbrio das contas fiscais, à redução das taxas de inflação, à normalização do mercado cambial e a estabilização do nível das reservas internacionais do país.

Este programa foi concluído em 2021 e teve o apoio financeiro e técnico do Fundo Monetário Internacional (FMI), com base num programa de financiamento ampliado. Hoje, o nosso mercado funciona normalmente, e todas as empresas estrangeiras podem repatriar os seus dividendos de modo seguro e em tempo oportuno”, finalizou o Ministro de Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui