Ministério do ensino superior desenvolve plataforma electrónica para ensino

2
1929

O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação encontra-se a desenvolver uma plataforma electrónica para conciliar o ensino semi-presencial e o a distância durante a fase da Covid-19.

Segundo o secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio Silva, a  ferramenta, que será distribuída às instituições de ensino, vai conter funcionalidades diversas que permitem a disponibilização do material, bem como acompanhar a aprendizagem do estudante ao receber às aulas.

Estamos neste dilema entre tentar maximizar o ensino e salvaguardar a possibilidade de exclusão que as tecnologias provocam em Angola.

Diversas instituições do ensino superior realizaram ensaios e experiências para o ensino a distância, tão logo Angola entrou no quadro dos países com Covid-19, com o uso de tecnologias não apropriadas.

Neste quesito, o secretário de Estado advertiu que o ensino a distância exige organização, sustentando que  não basta a   disponibilização de conteúdos via whatsap, Facebook e outras plataformas, tal como procederam algumas instituições.

Segundo o responsável, em Angola algumas universidades têm plataformas electrónicas, mas ainda simples, para garantir o ensino e aprendizagem. Eugénio Silva informou que, os técnicos do ministério fizeram um levantamento, em Maio, para constatar o nível preparatório, tendo-se constatado que 50% destas relataram que estavam em condições para retomar, com recurso as plataformas.

Desde Março deste ano que Angola já dispõe de um regulamento sobre o ensino a distância aprovado, que vai permitir que as instituições lecionem nesta fase da pandemia.

2 COMENTÁRIOS

  1. É muito interessante saber que os nosso ministério já tem preocupações do gênero, mas também seria de grande utilidade se fosse anunciado também a equipa ou empresa responsável pela concepção desse mesmo plataforma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here