Networking e métricas para crescer: Podemos começar a fazer direito!

0
1093

Networking

Em tempos estava eu conversando com alguém sobre diversos assuntos até que começamos a discutir sobre projetos, comunidade, apoios e vários outros tópicos. Ao meio da conversa a pessoa reclamava o fato de não termos apoio algum, patrocínios, as grandes empresas estão nem aí, etc… Mas dentro de mim imaginei sobre o whatsapp, ninguém cria algo a pensar logo no boommmm! — Precisamos nos revelar mais. Pensei comigo mesmo:

Ninguém te vai apoiar!

Isso mesmo, ninguém te vai apoiar. Mas você pode começar a fazer isso por você mesmo, em vez de “mimimi” você pode começar a observar bastante, socializar-se mais e ler também.

Uma solução que geraria valor às nossas ideias seria o networking. Apesar de não poder participar de muitos eventos a internet está cheia de pessoas interessantes e pessoas que fazem algo em comum. E nossa comunidade não fica indiferente a este fenômeno.

As pessoas costumam dizer que a motivação não dura sempre. Bem, nem o efeito do banho, por isso recomenda-se diariamente.” — Zig Ziglar

Comece a gastar um pouco. Aqueles 1000 KZs do hamburger por dia dariam uma grande ajuda em outras coisas que não são tão caras conforme imaginamos. Por exemplo você inicia um projeto e precisa de um domínio, de pagar hospedagem e de marketing. Domínios possuem um custo em média de 1200 KZs por ano (12 USD), como vê nem dois hamburgers são. Hospedagem é mais cara, e não confio muito em hosts gratuitos. Mas já ouviu falar em PaaS? Plataforma de serviço em nuvem. Eu adoro o Heroku, e é grátis até determinado tráfego. Gaste também em marketing, redes sociais como facebook e os serviços de publicidade da google são ótimos. Sacrifique o hamburger entre outras coisas.

Trate um VISA. Já não há tanta burocracia como antes, todo mundo com uma conta bancária pode tratar um VISA sem rodeios. Você vai precisar dele para realizar compras pela internet e também se quiser ganhar algum dinheiro. Seja como for, vai precisar dele para realizar suas transações monetárias.

A comunidade pode apoiar. Não precisamos de grandes empresas apenas ou patrocinadores, etc…

É preciso começar de baixo, ir montando peça por peça até chegar onde queremos. E muitos obstáculos terão que ser superados pra que tudo se encaixe.” — Andressa Karina Voltolini

Precisamos de nos apoiar uns aos outros. Antigamente o comércio era feito por trocas. Um agricultor levava milho para trocar por vestuários, etc. Pode haver uma troca de serviços entre membros da comunidade. Um exemplo seria promover o projeto de alguém no teu portal de notícias, dentro de banners em aplicativos e assim vice-versa.

Membros de comunidades em sites de notícias, blogs, podem ajudar a divulgar mais além da notícia normal, usando outros meios publicitários como banners, redes sociais. Isso não é um desafio, nem há concorrências, precisamos fazer crescer a comunidade e não sentir dor de cotovelo quando alguém se sai bem, mas ajudar a melhorar mais.

Não lance apenas, controle suas estatísticas. Seu projeto está gerando valor? Quando foi que atingiu o ponto mais alto? Quando começou a decair? Como manter? Pergunte-se mais e arranje respostas. Entenda seu negócio e cheque diariamente suas estatísticas.

Publicidade. Já que seus aplicativos são grátis, comece a usar publicidade. É hora de fazer dinheiro. Adicione telas de propagandas, páginas promocionais, notificações push e conheça outros desenvolvedores. Não exagere, saiba sempre como e quando fazer o certo para não cansar os usuários.

Networking.

Não se feche! Passe a conversar mais. Não há vergonha em chegar e perguntar algo em alguém, se as pessoas estão num grupo é para compartilhar conhecimentos além de promover-se a si mesmas. Então pergunte, pergunte… e responda também quando for perguntado.

Veja a sua volta pessoas a quem possa confiar. Você não pode pagar um desenvolvedor, então convença seus amigos desenvolvedores do valor do seu projeto. E se já for desenvolvedor, entenda que numa altura você vai querer uma equipa, nem que for uma dupla. Faça parcerias, isso ajuda a não se frustrar com o projeto tão rápido. Não tenha medo de compartilhar suas ideias.

Conhecer pessoas e estar conectado a elas demonstrarão forte valor no futuro. Mas o presente é agora, faça-o você mesmo.

___________________________________________________________________________
Este texto foi publicado por Amarildo Lucas no Medium e republicado no MenosFios com a autorização do autor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here