Número de ATMs em Angola está em queda, aponta BNA

1534

O número de ATMs em Angola está em queda, sendo que atualmente existem apenas um para cada 1.944 usuários, segundo cálculos do Expansão com base nas Estatísticas do Sistema de Pagamentos do Banco Nacional de Angola (BNA).

Isso representa uma queda de 2% face a 2021, ou seja, menos 53 caixas automáticas disponíveis para os utilizadores. Já os cartões multicaixa ativos cresceram 12% para 6,2 milhões quando comparado com os 5,6 milhões verificados em 2021. Em 2021 havia mais ATM”s e menos cartões ativos, o que representava um rácio de 1.715 para cada caixa.

Contas feitas, numa altura em que aumenta o número de utilizadores de cartões multicaixa, os ATM”s estão a diminuir, um cenário nada abonatório para os clientes bancários que no início de cada mês desesperam em longas filas para levantar dinheiro, num país onde a maior parte da economia é informal, o que pressupõe que a maior parte dos pagamentos sejam feitos em numerário.

MAIS: SIC detém burladores de fraudes no ATM e do Multicaixa Express

A diminuição de ATM”s disponíveis deve-se ao encerramento do banco Prestígio, mas também contribuíram para a redução dos ATM”s o encerramento de algumas agências do Banco Económico e do Banco de Poupança e Crédito (BPC).

Assim, em 2022, foram feitas 233 milhões de operações financeiras nos ATM”s, o que corresponde a 5,1 biliões Kz, onde cerca de 66% (3,3 biliões) foram levantamentos. Já as operações não financeiras (consultas de saldo, de IBAN, entre outras) tiveram 180,4 milhões de registos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui