Presidente da República aprova despesa para instalação de antena terrestre para o Angosat-2

0
2108

O Presidente da República, João Lourenço, deu o aval à realização de despesa e formalização da abertura de um procedimento de contratação com carácter de urgência para a instalação de uma antena terrestre para o Angosat-2. (Iª Série, Despacho Presidencial n.º 50/21 de 23/04/2021)

No despacho presidencial, que não avança os custos relacionados com a aquisição desta antena gateway da Banda KA, que é suposto “rentabilizar as capacidades previstas no Angosat após o seu lançamento“, são delegadas competências no ministro das Telecomunicações,Tecnologias de Informação e Comunicação Social para aprovação de todos os actos praticados no âmbito do contrato.

Quando Angola chegar ao espaço, serão, segundo dados do UNOOSA, um índex online que monitoriza a presença de objectos artificiais no espaço, 82 os países com capacidade de monitorização de alguma forma da actividade terrestre, embora apenas 65 listados como tendo capacidade de operar satélites.

Na lista dos países com mais satélites em órbita, os EUA lideram, com 859, a China segue-se com 250, a Rússia surge em 3º com 146, e o Japão, a Índia e o Reino Unido chegam depois com, respectivamente, 72, 55 e 52 objectos espaciais.

A rede de satélites de observação da Terra é uma peça-chave para fazer frente às alterações climáticas e para implementar as estratégias acordadas na Cimeira do Clima de Paris. A tecnologia em órbita é atualmente uma chave, por exemplo, para prever colheitas, a exploração de terrenos e a seca, bem como para observar a poluição aérea.

A característica mais proeminente dos satélites com as funções de observação da Terra é a de permitir obter uma visão alargada da geografia terrestre, com detalhe que pode ir desde o avanço das queimadas, da subida das águas do mar devido às alterações climáticas ou, por exemplo, analisar o potencial mineiro de uma determinada área, o que, para Angola, se poderá revelar de extrema importância, bem como determinar as melhores áreas para os diversos tipos de agricultura ou agro-pecuária.

A previsão é que o Angosat-2 seja lançado no espaço no primeiro semestre de 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here