7 Motivos pelos quais todo o programador angolano deve investir na internet

4254

Programação na Internet

Estive há algumas semanas em conversa com um grupo de amigos programadores e estudantes de computação sobre as enormes e várias dificuldades que os programadores angolanos enfrentam, desde a falta de investimento, material de ponta, formações de qualidade, enfim… Mas no final, todos fomos unânimes em concordar que “a solução dos programadores angolanos é a internet”.

Vamos então ver motivos pelos quais acredito que todo o programador angolano deve investir na internet:

1. É possível em Angola!

Felizmente, para trabalhar na web apenas precisamos de um computador com conexão à internet, o resto é Knowledge e muita criatividade. Publicamos recentemente aqui no MenosFios uma coluna de artigos intitulada Projectos Angolanos da Internet e fizemos um post sobre o Feriado Angola, um projecto do jovem programador Patrício dos Santos sem muitos recursos e ferramentas, mas bastante útil e criativo.

Estatísticas nos apontam que Angola tem mais de 600.000 usuários activos do Facebook, em cada dois internautas no mundo, um é usuário activo do Facebook, logo temos em Angola cerca de um milhão de internautas. Eis aí o teu público!

2. É mais barato!

Como escrevi na introdução deste artigo, uma das grandes dificuldades que os programadores angolanos enfrentam é a falta de investimento, na internet é possível criar sites ou desenvolver aplicações a um custo bem suportável. Em média, os custos de domínio e hospedagem de um site varia entre os 50 aos 100 US$, o desenvolvimento fica por sua conta!

3. Facilidade com as linguagens

Para quem já programa em C+, Java, Python ou até mesmo Pascal, certamente não terá grandes dificuldades em dominar HTML e CSS, que são as linguagens básicas e mais utilizadas na internet. Sem contar com a fácil integração das linguagens comuns com a internet, facilitando o processo de migração do seu projecto de offline para online.

4. Plataformas de criação de aplicativos

Hoje em dia qualquer programador pode conquistar o seu espaço na internet, vendendo ou distribuindo gratuitamente aplicações apoiando-se em plataformas já estabelecidas e de grande abrangência na web. Falo de plataformas como o Facebook, WordPress e outros  sites onde é possível desenvolver e ganhar dinheiro com as suas próprias “apps”.

Outra forma, não fugindo muito deste contexto, é disponibilizar o seu aplicativo em uma AppStore, tal como a AppleStore ou a Google Play. Nesses casos, para iOS e Android, que eu recomendo vivamente. Uma caso interessante é o do Nuno Carvalho, criador do Luanda Life & Spots, uma aplicação para iOS e Android, funciona como um guia que inclui a oferta de restaurantes e bares da capital angolana.

5. Maior visibilidade

Na internet tudo é partilhado! Se o seu projecto for realmente útil e relevante a “fama” é garantida. As acções de Marketing e Publicidade na internet são bem mais baratas do que na televisão ou jornal. Com um orçamento de 50 US$ é possível fazer uma campanha no Facebook com visibilidade nacional ou global e angariar mais de 1000 fãs. Entre tantos contactos, aparecem sempre novas oportunidades e o seu projecto pode “tomar voo”.

6. A internet é o futuro

Apoio a ideia deste ponto à uma frase do nosso amigo Bill Gates, que diz o seguinte: “no futuro haverão dois tipos de empresas, as que fazem negócios na internet e as que não fazem negócios”. Vinda de um dos homens mais ricos do mundo, penso que esta frase merece a nossa consideração.

7. Mark Zuckerberg

Surpreendido? Pois é, o sétimo motivo pelo qual todo o programador angolano deve investir na internet é o jovem criador do Facebook, Mark Zuckerberg. Quem acompanhou o percurso deste nada humilde programador sabe o quanto foi duro, conflituoso e até polémico o caminho para o sucesso. Mas mesmo com barreiras, falta de apoios ele não desistiu, programou o site linha por linha em seu velho computador e hoje temos o nosso “querido” Facebook.

Conclusão

Ao contrário do que muitos ainda têm em mente a internet já é uma indústria e vem crescendo mais do que qualquer outra coisa no mundo, abrindo novas portas e gerando novas oportunidades. Vários países já aceitaram esse facto e Angola não poderá fugir a regra, por isso esta é a melhor fase para se investir na internet, criar startups, negócios, aplicações online.

O sucesso ou fracasso não dependerá de sorte ou azar, mas de trabalho e muita dedicação. Para se inspirar, aconselho que veja o filme “A rede social”, ou para os que são mais dados às letras, indico o livro “A criação do facebook” de Ben Mezric. E mão na massa!

 

 

 

 

 

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Sou apaixonado pela informática, mas ainda não sei muita coisa sobre este incrivel mumdo. gostaria de aprender com os que ja dominam a materia, por favor se possivel gostaria que me ajudassem neste sentido. Grato.

  2. Olá Nicolau, saudação conforme a hora e o local onde se encontra.
    também só apaixonado por este curso e estou a traz de conhecimentos na área, por fim vi o seu comentário, e pensei porque não conversamos e talvez compartilhar conhecimentos da ária. este e o link do meu facebook https://www.facebook.com/keishon.moreno

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui