African Tech Vision: 2º Programa de Mentoria Virtual termina com “founders” africanas em destaque

0
360

Terminou no último mês o programa de mentoria virtual African Tech Vision, com duração de 10 semanas e reuniu “founders” africanas que passaram por uma experiência rigorosa de aprendizagem e mentoria para alavancar os seus modelos de negócios.

Na edição de 2022, estiveram reunidas 26 startups de 11 países, seleccionadas entre mais de 1000 candidaturas.

Essa edição contou ainda com o dobro do número de mentores, que durante o período forneceram conhecimento inigualáveis sobre o ecossistema de empreendedorismo digital africano e mundial.

Mentores como Kenneth Kinyanjui e Victor Asemota, que são pioneiros em startups tecnológica e no panorama dos investidores em África e que também investem financeira e socialmente na elevação da paisagem empresarial no nosso continente, trouxeram uma melhor visão no programa acelerador African Tech Vision.

MAIS: Prémios AWIEF 2022: Candidaturas abertas para premiar as mulheres empreendedoras de África

Por outro lado, para as startups presentes na mentoria, puderam compreender as complexidades de expandir-se nos negócios digitais em África, bem como e identificar o ajuste do mercado de produtos de modo a alavancar o crescimento dos seus projectos.

A African Tech Vision tem sido um programa de mentoria incrivelmente gratificante por duas razões: a diversidade de fundadores impactantes reunidos para a nossa coorte, bem como a dedicação e capacidade dos mentores e gestores de programas reunidos para criar uma comunidade real para cada um de nós“, disse Kristin Wilson, fundadora da Sync, uma plataforma que permite aos MSMEs africanas alavancar a tecnologia para impulsionar o crescimento e a escala.

O programa African Tech Vision continua sendo impactante no continente visto que trás para o seu programa variados temas que estão continuamente a ser ignorados do ponto de vista de uma “founder”. Com um mercado especificamente em tecnologia que é predominantemente dominada por homens em África, o programa oferece capital de negócios e, por último, expõe as empresárias a uma rede de Networking mundial, de modo a alavancar os seus projectos.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui