Angola Cables está a ligar Angola aos principais centros de produção de conteúdos e serviços digitais

1533

A economia mundial está a deslocar-se para o digital, de tal modo que a conectividade, os produtos e serviços de telecomunicações virão a constituir os principais factores de produção à luz da 4ª revolução industrial. E o SACS, o WACS e toda infra-estrutura envolvente expandirão o potencial de atracção de investimentos de empresas tecnológicas para Angola e a região austral.

A multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, participou na última semana do maior evento de telecomunicações da América Latina, Capacity Latam 2018, realizado no Rio de Janeiro, onde Artur Mendes, director comercial e marketing da organização, fez uma apresentação sobre o desenvolvimento do sector dos cabos submarinos e seu impacto no mercado grossista de telecomunicações.

O Capacity Latam, o mais importante e representativo evento de telecomunicações da América Latina, reúne todos anos os maiores players do mercado mundial de telecomunicações, especialmente os que operam na América do Sul, para juntos analisarem as perspectivas de desenvolvimento do sector. Neste evento o nome de Angola é cada vez mais referenciado devido à importância dos circuitos da Angola Cables, com destaque para o SACS, a primeira ligação directa entre o continente africano e o americano no sul do Atlântico.

Segundo Artur Mendes (Director comercial e de marketing da Angola Cables), “o espaço que a multinacional ocupou no Capacity Latam 2018, como em outras edições, traduz importância que os maiores players do mercado internacional de telecomunicações reconhecem nas infraestruturas da empresa, o mesmo salientou ainda que, com os circuitos da Angola Cables, que constituem já algumas das mais importantes rotas internacionais de telecomunicações, Angola passou a ser uma referência incontornável no mapa mundial do sector. Outro dado importante é que estes circuitos estão a fazer do país um dos pontos de maior conectividade internacional, um dos principais factores de sucesso no quadro da 4ª revolução industrial”.

Nesta edição do Capacity Latam participaram mais de 180 grandes empresas de telecomunicações e cerca de 700 delegados, provenientes de vários países do mundo. Entre as participantes, além da Angola Cables, importa destacar as presenças da Huawei Marine Networks, a NJFX, a Seaborn e a Telxius.