Angola possui mais de 22 mil quilómetros de fibra óptica

0
2209

Angola conta com mais de 22 mil quilómetros de fibra óptica, que têm permitido a conexão de 14 milhões de assinantes de telefonia móvel, sete milhões de utilizadores de Internet e dois milhões de subscritores de televisão por assinatura.

Estes dados foram apresentados ontem, em Luanda, pelo  ministro das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social (MITTICS), Manuel Homem, durante a abertura do primeiro  Conselho Consultivo daquele departamento ministerial, que decorreu sob o lema: “Tecnologia de Informação, Comunicação Social, melhor integração, mais inovação e desenvolvimento”.

Manuel Homem disse que, no domínio das comunicações electrónicas, o país conta com uma ligação de fibra óptica para a província de Cabinda, que concretiza a integração de Angola à Rede Única africana, atravessando a República Democrática do Congo. Ainda no domínio das comunicações electrónicas, o ministro assegurou que está em funcionamento o projecto Angola Online, que terá um total de 125 pontos de acesso público e gratuito à Internet.

Segundo Manuel Homem, a meta é permitir a conectividade e acesso à banda larga em todo o território nacional, prestação de serviços de qualidade, implementação e desenvolvimento de novas aplicações, visando o crescimento e prosperidade do país e a concretização do objectivo de transformar Angola numa referência de comunicações na SADC.

No domínio da Estratégia Espacial Nacional, Manuel Homem explicou que decorre, dentro do cronograma estabelecido, a construção e colocação em orbita do projecto ANGOSAT-2, um satélite de telecomunicação cujo lançamento em órbita está previsto para 2022. O ministro sublinhou que, no que toca ao sector da meteorologia e geofísica, está em curso a melhoria das infra-estruturas do Instituto Nacional de Meteorologia e a  instalação de novas estações automáticas para melhorar e reforçar a previsão do tempo, do mar e da rede de observação de superfícies e altitudes.
Comunicação social

Manuel Homem reafirmou a modernização e melhoria das condições de trabalho dos órgãos públicos de comunicação social. “Como resultado daquelas melhorias, a Televisão Pública de Angola está a transferir o sinal  para o digital e em alta definição, bem como a actualizar as condições dos estúdios”, frisou.

Manuel Homem anunciou que o MITTICS vai criar um fundo social com objectivo de apoiar os funcionários da instituição, dos órgãos tutelados  e das empresas tuteladas. “A par disso, vai ser implementado o qualificador ocupacional nas empresas que ainda não têm e resolvidas as questões relativas a segurança social”.

O ministro reconheceu que o “caminho é longo”, mas é fundamental  “não se perder o sentido e a obrigação de resolver e implementar todos esses planos, visando o bem do sector”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui