[Angola] Unitel fornece sistema de comunicações gratuitas aos Serviços de Emergências Médicas

1807

Unitel

Já teve a infelicidade de encontrar alguma pessoa que tenha sofrido um acidente e precisasse de ajuda médica? Para que número ligou?

Decerto que muitos ligaram para o 113 (que na verdade é o numero dos “Bombeiros”). Para emergências médicas deve ser accionado o Instituto Nacional de Emergências Médicas (INEMA), cujo número é o 116. O que acontece é que algumas pessoas ligam para este número e não conseguem completar a ligação, muitas vezes por problemas técnicos.

A Unitel decidiu dar uma ajuda para resolver esta questão e começou a implementar um Sistema de Comunicações em Rede gratuitas para os Serviços Nacionais de Emergências Médicas. Este sistema facilitará a ligação em rede de todos os agentes integrados neste Serviço, que vão agora poder comunicar entre si a custo zero.

Numa primeira fase do projecto, a Unitel vai disponibilizar uma central telefónica fixa com três extensões, 250 telemóveis e 250 cartões SIM, os quais serão distribuídos pelas diversas unidades hospitalares e ambulâncias das zonas abrangidas pelos serviços. A operadora compromete-se ainda a assumir os custos de todas as comunicações realizadas dentro da rede pelos diversos intervenientes.

Em 2015 essa parceria permitirá o acréscimo de 250 terminais e cartões disponibilizados pela Unitel, com base na previsão de alargamento deste serviço a outras zonas do país.

Leia o comunicado de imprensa na íntegra
Luanda, 03 de Dezembro de 2014 – No âmbito da sua política de Responsabilidade Social, a Unitel, operadora móvel líder em Angola, iniciou hoje a implementação de um Sistema de Comunicações em Rede gratuitas para os Serviços Nacionais de Emergências Médicas.
Este sistema integrado de comunicações, criado numa parceria com o Instituto Nacional de Emergências Médicas (INEMA), vai permitir a ligação em rede de todos os agentes integrados neste Serviço, que vão agora poder comunicar entre si a custo zero. A iniciativa pretende optimizar a actuação dos serviços médicos de emergência em Angola e visa contribuir para uma melhor prestação de cuidados de saúde junto das populações.

Numa primeira fase do projecto, a Unitel vai disponibilizar uma central telefónica fixa com três extensões, 250 telemóveis e 250 cartões SIM, os quais serão distribuídos pelas diversas unidades hospitalares e ambulâncias das zonas abrangidas pelos serviços.
A operadora compromete-se ainda a assumir os custos de todas as comunicações realizadas dentro da rede pelos diversos intervenientes.

Tony Dolton, Director Geral da Unitel, afirmou que

o ímpeto em retribuir e, dessa forma, contribuir para uma melhoria das condições de vida das populações, faz parte da génese da Unitel. Temo-nos empenhado em conseguir soluções em que possamos aliar as nossas mais-valias enquanto empresa de telecomunicações, pelo que esta parceria com o INEMA é um grande motivo de orgulho para todos nós. Contamos que este projecto represente um contributo significativo na melhoria da prestação de cuidados de saúde de emergência em Angola.

O acordo estabelecido entre as duas entidades garante ainda um acréscimo de 250 terminais e cartões disponibilizados pela Unitel, com base na previsão de alargamento deste serviço a outras zonas do país durante o ano 2015.

A implementação deste Sistema de Comunicações em Rede surge no âmbito do compromisso da Unitel para com as comunidades, no qual a optimização dos Serviços de Emergências Médicas, enquanto serviço de utilidade pública, foi considerada uma prioridade pela operadora, de forma a garantir uma prestação de cuidados de saúde eficaz.

O desenvolvimento de iniciativas e acções que permitam a promoção da saúde das populações, bem como de soluções que tenham impacto na prevenção dos cuidados médicos são um dos pilares essenciais da política de Responsabilidade Social da Unitel, inserindo-se no compromisso da operadora em contribuir para o desenvolvimento de Angola.

 

Por MenosFios.com , Via comunicado de imprensa.