Angosat-2 vai permitir a digitalização do sistema de educação nacional

1112

O Angosat-2 e o  Centro de Controlo e Missão de Satélites (CCM) vão revolucionar a oferta de serviços de Internet às escolas, sobretudo as do ensino secundário, por permitir ao Programa de Digitalização do Sistema de Educação fazer chegar o sinal mais longe possível dos centros de decisão.

Essa ideia foi manifestada pela Ministra da Educação, Luísa Grilo, destacando os municípios e comunas em que o sinal não existe ou é muito fraco, devido a insuficiências do sistema.

Temos aqui a oportunidade de juntos, com o Ministério das Telecomunicações, realizarmos essa necessidade imperiosa para que as escolas disponham de meios tecnológicos e possam tirar melhor proveito”.

MAIS: Educação é o caminho para a “consciência espacial” em Angola

A governante sublinhou que com funcionamento dos serviços,  estaremos em condições de informatizar os nossos sistemas, condição que vai facilitar sobremaneira a ligação entre as demais províncias e o Ministério da Educação.

Acrescentou que a emissão de documentos será igualmente facilitada. Com isto, continuou, podemos também usar as plataformas online para comunicar com as diferentes escolas, e assim termos a estatística real dos alunos no sistema. “Quem sabe, a partir daqui saber o número real de crianças fora do sistema de Ensino e Educação”.
O acesso à tecnologia, realçou Luísa Grilo, vai permitir ao Ministério da Educação fazer o controlo com mais facilidade e monitorização dos processos implementados no âmbito do Sistema da Educação. Abre-se, também, segundo a ministra, a possibilidade de “sabermos onde temos os professores, porque vamos informatizar os procedimentos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui