Comissão Europeia confirma multa de 2.42 mil milhões de euros à Google

1
1389

O recurso interposto pela Google contra uma multa de 2,42 mil milhões de euros imposta pela Comissão Europeia foi negado esta quarta-feira pelo Tribunal Geral da União Europeia (UE).A decisão judicial sublinha que a gigante tecnológica “abusou da sua posição dominante ao favorecer o seu próprio serviço de comparação de compras em detrimento” dos concorrentes.

Em meados de 2017, a Comissão Europeia aplicou uma multa à Google de 2.42 mil milhões de euros, devido à empresa ter violado as leis associadas com as práticas da concorrência. Em causa encontrava-se o facto que a Google terá abusado da sua dominância do mercado para ilegalmente dar mais destaque aos produtos vendidos sobre a sua plataforma de “Shopping”.

Quando os utilizadores pesquisam por um determinado produto no Google, em alguns países, o Google Shopping fornece comparativos de onde os utilizadores podem comprar esses mesmos produtos em diferentes plataformas. A investigação deu como provado que a Google favorecia os resultados que eram associados com a sua própria plataforma, em deterioramento dos rivais.

MAIS: Google Maps atinge os 10 mil milhões de downloads na Play Store

Na altura, a Google contestou esta decisão, mas agora surge a confirmação de que a Google vai mesmo ter de pagar a multa. Segundo o tribunal responsável pelo caso, a empresa terá mesmo favorecido os seus próprios serviços em deterioramento dos restantes no mercado, causando uma situação de competição injusta.

O tribunal reafirma ainda que a multa no valor de 2.42 mil milhões de euros vai-se manter. No final, a empresa fica assim sem grandes formas de contestar mais esta decisão.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui