Conheça os smartphones que mais radiação emitem em 2024

648

Hoje em dia as pessoas não se preocupam muito com a radiação que os equipamentos eletrónicos produzem, muitos de nós em casa temos mais de dois dispositivos, sem saber no mínimo a radiação emitida por esses equipamentos. Hoje abordaremos o caso específico dos smartphones visto que nos últimos tempos as pessoas nunca estão longe dos seus smartphones, seja na mão, durante o trajeto, no bolso durante o trabalho, ao ouvido para efetuar uma ligação ou na mesa de cabeceira durante à noite.

Sabia que certas frequências podem prejudicar a nossa saúde? Embora não haja uma pesquisa científica conclusiva ainda sobre o impacto da radiação dos telefones, as pessoas que desejam avaliar os possíveis riscos.

Radiação de smartphones em 2024

A evolução da tecnologia aumentou gradualmente a radiação dos smartphones, tal como o aumento da pegada de carbono. Infelizmente, avanços tecnológicos significativos trazem consigo os problemas da radiação associada, e as marcas favoritas dos utilizadores, incluindo Xiaomi e Samsung, são as mais afetadas. A Xiaomi, em particular, apresenta múltiplos modelos que contribuem significativamente para esta preocupação, amplificando as apreensões dos utilizadores.

SAR (ouvido)
SAR (Corpo)

 

O Xiaomi-Mi A1, em particular, chamou a atenção da maioria dos utilizadores com os seus crescentes níveis de radiação. A sua taxa de absorção específica é incrivelmente perturbadora, com uma SAR (ouvido) de 1,75 W/kg e SAR (corpo) de 0,76 W/kg . Também aumentando os níveis alarmantes da Xiaomi está a série Xiaomi-Mi Max 3 com um SAR (ouvido) de 1,58 W/Kg e SAR (corpo) de 1,42 W/kg. O seu modelo 5G também possui níveis de SAR (ouvido) semelhantes e um SAR (corpo) ligeiramente elevado de 1,56 W/kg.

Além disso, a série Samsung A23 5G também levanta preocupações significativas com o aumento da SAR perto de 1,5 W/kg para (ouvido) e (corpo). O famoso Galaxy Z Fold 4 também está no centro das atenções por radiações chocantemente altas com um SAR (ouvido) de 1,30 W/kg e SAR (corpo) de 1,51 W/kg. O seu homólogo, Galaxy Z Fold 5, adiciona à lista um SAR (orelha) de 1,24 W/kg.

Além disso, a série Samsung A23 5G também levanta preocupações significativas com o aumento da SAR perto de 1,5 W/kg (ouvido e corpo). O famoso Galaxy Z Fold 4 também está no centro das atenções por radiações muito elevadas com um SAR (ouvido) de 1,30 W/kg e SAR (corpo) de 1,51 W/kg. O seu homólogo, Galaxy Z Fold 5, adiciona à lista um SAR (ouvido) de 1,24 W/kg.

Alternativas de menor radiação do Google e da Apple

Dispositivos como o Google Pixel 3a e 4a e a série iPhone 7 da Apple apresentam níveis de radiação mais baixos, variando de aproximadamente 1,36 W/kg a 1,39 W/kg para o ouvido. Isto sugere que a manutenção de níveis de radiação mais baixos continua a ser um desafio para as grandes empresas tecnológicas. O Oppo Reno 5G (CHP1921) também regista níveis de radiação notavelmente elevados, com uma SAR de 1,36 W/kg para o ouvido.

Embora a Xiaomi e a Samsung dominem a emissão de radiação, vários modelos destas marcas contribuem significativamente menos para os níveis globais de radiação. Os exemplos incluem as séries Samsung Note 10, A55 e A35, e o Xiaomi Redmi 5A e Note 7 Pro, todos exibindo leituras de SAR insignificantes para o ouvido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui