Cruz Vermelha sofre ataque cibernético em grande escala

0
945

O Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) anunciou ontem(19) ter sido vítima de um grande ataque cibernético, no qual ‘hackers’ capturaram os dados de mais de 515 mil pessoas “extremamente vulneráveis“, algumas das quais fugiram de guerras.

Este ataque cibernético coloca as pessoas vulneráveis, aquelas que precisam de serviços humanitários, num risco ainda maior“, disse o diretor-geral do CICV, Robert Mardini, em comunicado.

O ataque informático foi detetado esta semana pela organização sediada em Genebra, na Suíça, e onde informou que ainda não tem informações certas sobre os autores do ataque informático, que teve como alvo uma empresa externa na Suíça, com a qual o CICV celebrou contratos para armazenar dados.

Embora não saibamos quem é o responsável por este ataque, ou porque o realizaram, temos este apelo para eles [‘hackers’]. As vossas ações podem causar ainda mais danos e dor a quem já sofreu sofrimento indescritível. Não partilhem, vendam, divulguem ou usem esses dados“, acrescentou Robert Mardini.

MAIS: Empresas sofreram em média 270 ciberataques em 2021, com Angola em destaque

Até ao momento não há indicação de as informações comprometidas tenham sido divulgadas ou partilhadas publicamente, mas é certo que o aataque cibernético “comprometeu dados pessoais e informações confidenciais sobre mais de 515 mil pessoas extremamente vulneráveis, incluindo pessoas separadas das suas famílias no contexto de conflitos, migração e desastres, pessoas e famílias desaparecidas e pessoas detidas“.

Os dados foram enviados de pelo menos 60 Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho em todo o mundo.

Atacar os dados de pessoas desaparecidas torna a angústia e o sofrimento das famílias ainda mais difíceis de suportar“, disse Mardini.

No mesmo comunicado,o CICV disse que está a trabalhar com os seus parceiros humanitários em todo o mundo para entender o alcance do ataque e tomar as medidas apropriadas para proteger os seus dados no futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here