Estudante Angolano desenvolve um capacete inteligente que previne o roubo da motorizada

0
3905

As criações dos inventores Angolanos começam a se fazer sentir paulatinamente, visto que recentemente um inventor Angolano criou um dispositivo para apagar incêndios remotamente, que já tem a sua patente registada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial de Portugal (INPI).

Agora o estudante Dário de Carvalho, estudante do Instituto Médio de Telecomunicações de Luanda (ITEL), desenvolveu um projecto tecnológico que ajuda a prevenir as mortes por acidentes de motorizadas nas estradas, bem como os roubos das mesmas.

O protótipo funciona através do uso de um capacete programado para detectar o roubo ou bloquear a motorizada caso esta esteja ser conduzida sem o capacete.

Com funciona?

Odispositivo  funciona por meio de um sistema de programação de Frequência de Rádio que converte as sinalizações em som ou ruído que serve para alertar o condutor. Depois do motociclista colocar a chave na ignição e pôr o capacete, recebe um alerta, simbolizando que a motorizada está pronta a arrancar, a informação é recebida por meio de um dispositivo que conecta o capacete à motorizada. O circuito para de receber informação e bloqueia a motorizada quando o condutor tira o capacete.

Segundo Dário de Carvalho, Os dois circuitos conectam-se através de RF, logo quando coloco o capacete o LED (Light Emitting Diode), que é um emissor de luz a olho nu, acende, mas quando tiro ele apaga-se e pára de enviar o sinal para o meu transmissor e a motorizada também desliga-se.

No sistema anti roubo a motorizada é bloqueada 10 metros depois do local do furto por meio do corte-circuito que está no dispositivo e bloqueia o motociclo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui