Estudo afirma que luz azul dos smartphones aumenta chances de cegueira

1045

Um novo estudo buscou aprofundar os efeitos da tecnologia em nossa visão – e os resultados não são nada animadores. Publicada pelo periódico Scientific Reports, a pesquisa aponta que a luz azul emitida por smartphones e computadores pode aumentar nossas chances de ficar cegos.

Segundo os pesquisadores da Universidade de Toledo, responsáveis pelo estudo, esta luz transformaria moléculas vitais em uma espécie de veneno para nossas células. A equipa descobriu que essa luz transforma moléculas vitais em tóxicas, mata as células dos olhos, o que pode levar à degeneração macular relacionada à idade — uma das principais causas de cegueira em todo o mundo.

Nas palavras de Ajith Karunarathne, professor assistente do Departamento de Química e Bioquímica da universidade e co-autor do estudo, “não é nenhum segredo que a luz azul prejudica nossa visão, danifica a retina do olho, mas nossos experimentos explicam como isso acontece, e esperamos que isso leve a terapias que retardem a degeneração macular, como um novo tipo de colírio“.

Em comunicado à imprensa, Kasun Ratnayake, um dos pesquisadores que fez parte do projecto, explica como isso ocorre: “É tóxico. Se você expuser a retina à luz azul, ela mata as células foto-receptoras à medida que a molécula de sinalização na membrana se dissolve. As células foto-receptoras não se regeneram no olho. Quando elas morrem, morrem para sempre“.

A sugestão de Karunarathne para minimizar o problema, enquanto ainda usamos displays que emitem luz azul, é o uso de óculos de sol especiais que filtram a a luz azul durante o uso dos dispositivos. Mas ainda não é consenso na comunidade médica quanto ao nível de benefício que o uso desses óculos traz no longo prazo.