Facebook na eminência de trocar de nome. Saiba quando isso pode acontecer

0
1527

O Facebook está na eminência de mudar de nome, que segundo a empresa, esse novo nome reflita melhor o seu compromisso com o metaverso e com a realidade aumentada, de acordo com o ‘The Verge’.

Foi revelado que o novo nome é um segredo ainda bem guardado dentro da empresa, onde é conhecido apenas por Mark Zuckerberg e os responsáveis seniores. Mas mesmo assim, o conceituado portal conseguiu falar com fontes internas da empresa e avançou alguns detalhes desta mudança.

A ideia do Facebook é fazer o grande anúncio no próximo dia 28 de outubro, em que se realiza a conferência ‘Facebook Connect’, mas ainda a uma possibilidade de isso acontecer ainda antes, sendo uma arma estratégica, uma vez que a empresa quer usar a mudança de nome para alterar a perceção do público.

MAIS: Nova funcionalidade no Facebook vai permitir publicações em simultâneo com o Instagram

Essa mudança de nome do Facebook surge porque a empresa já não é apenas uma empresa de redes sociais. O novo ‘metaverso’, que vai eliminar as barreiras entre o mundo real e o virtual, é a principal nova aposta e a intenção é que o seu nome a reflita.

Acrescenta ainda o ‘The Verge’, que o Facebook está prestes a lançar vários dispositivos de realidade aumentada, nos quais essa mudança será apoiada, começando com os óculos inteligentes Ray-Ban e onde a empresa já está a trabalhar num novo modelo, com o objectivo de exibir informações do mundo ao nosso redor.

Espera-se que a conferência do dia 28 de Outubro sirva como um ponto final, uma tentativa de deixar todos os escândalos que o Facebook teve nos últimos tempos, tendo em mente favor um novo futuro, uma nova oferta por algo completamente diferente, que obriga a uma nova marca e, consequentemente, um novo nome.

Os rumores ainda dizem que a ideia de Zuckerberg é seguir os passos de Larry Page e Sergey Brin, criando uma empresa controladora que engloba todas as marcas, assim como o Google passou a fazer parte da Alphabet em conjunto com o resto das startups que fundou ao longo da história.

Tendo isso como base, o Facebook deve tornar-se mais uma marca, tal como o WhatsApp, Instagram e tudo o resto, voltada exclusivamente para a rede social e nada mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here