O que falta para Angola obter um prefixo para os códigos de barra?

1
3310

O Código de barras (em inglês: barcode) é uma representação gráfica de dados numéricos ou alfanuméricos. A decodificação (leitura) dos dados é realizada por um tipo de scanner – o leitor de código de barras -, que emite um raio vermelho que percorre todas as barras. Onde a barra for escura, a luz é absorvida; onde a barra for clara (espaços), a luz é refletida novamente para o leitor. Os dados capturados nessa leitura óptica são compreendidos pelo computador, que por sua vez converte-os em letras ou números humano-legíveis. A utilização é muito comum em diversas áreas, desde a indústria é largamente utilizado no comércio e serviços.

A comissão encarregue para solicitação do prefixo do Código de Barras de Angola precisa inscrever, no mínimo, 200 empresas nacionais, para remeter a candidatura do país na plataforma Global Standard (GS1) de Bruxelas, Bélgica. A plataforma GS1 é a entidade que avalia e aprova os códigos de barras dos países. Conforme fonte da comissão de trabalho que prepara esse instrumento para Angola, o país já tem quase todos os requisitos para obter esta codificação nos seus produtos ainda este ano, faltando apenas o número exacto de empresas que operam localmente.

Para efectivação desse desafio, apela aos gestores para fornecerem os nomes das suas empresas e os respectivos códigos que estão a usar actualmente para identificação dos seus produtos. “Os empresários devem enviar a identificação e a actividade das suas empresas pelo endereço electrónico có[email protected]”, disse, acrescendo que o código de barras tem a vantagem de aumentar o nível de eficiência na cadeia produtiva e logística do país.

1 COMENTÁRIO

  1. O que falta para Angolanos realizadores youtuberes ganharam dinheiro de suas publicações, vídeos aulas, ou postagens de fotos no faboook, instagram, Twitter…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here