Gartner identifica as 10 principais tendências tecnológicas para 2019

1280

A empresa de consultoria tecnológica Gartner, destacou as principais tendências tecnológicas que as organizações precisam explorar em 2019.  Os analistas apresentaram  as suas descobertas durante o  Gartner Symposium / ITxpo , que acontece na Flórida, EUA.

A Gartner define uma tendência tecnológica estratégica como a de um potencial disruptivo substancial que está a começar a sair de um estado emergente para um impacto e uso mais amplo, ou que estão a crescer rapidamente tendências com um alto grau de volatilidade a atingir pontos de inflexão nos próximos cinco anos.

As 10 principais tendências tecnológicas estratégicas para 2019 são:

  • Coisas Autônomas

As coisas autônomas, como  robôs , drones e  veículos autônomos , usam Inteligência Artificial ( IA), para automatizar funções previamente executadas por humanos. A sua automação vai além da automação fornecida por modelos de programação rígidos e eles  exploram a IA para fornecer comportamentos avançados que interagem mais naturalmente com o ambiente e com as pessoas.

  • Análise aumentada

A análise aumentada concentra-se em uma área específica de inteligência aumentada, usa o aprendizado de máquina para transformar como o conteúdo analítico é desenvolvido, consumido e partilhado. A análise aumentada automatiza o processo de preparação de dados, geração de insights e visualização de insights, elimina a necessidade de cientistas de dados profissionais em muitas situações.

  • Desenvolvimento Orientado por Iinteligência Artificial

O mercado está a mudar rapidamente de uma abordagem em que os cientistas de dados profissionais precisam se associar aos  desenvolvedores de aplicativos  para criar a maioria das soluções aprimoradas por IA para um modelo em que o desenvolvedor profissional possa operar sozinho com o uso de modelos predefinidos como serviço.

  • Gêmeos Digitais

Um gêmeo digital refere-se à representação digital de uma entidade ou sistema do mundo real. Até 2020, a Gartner estima que haverá mais de 20 mil milhões de sensores conectados e terminais e gêmeos digitais existirão para potencialmente bilhões de coisas.

  • Borda Potencializada

A borda se refere aos dispositivos de ponto final usados ​​pelas pessoas ou incorporados no mundo ao nosso redor. A computação de borda  descreve uma topologia de computação na qual o processamento de informações e a colecta e entrega de conteúdo são colocados mais próximos desses pontos de extremidade.

No curto prazo, a borda está a ser impulsionada pela IoT(Internet das Coisas), e a necessidade de manter o processamento próximo ao final, e não em um servidor de nuvem centralizado. No entanto, em vez de criar uma nova arquitectura, a computação em nuvem e a computação de borda evoluirão como modelos complementares, com serviços em nuvem a serem gerenciados como um serviço centralizado e executar não apenas em servidores centralizados, mas em servidores distribuídos no local e nos próprios dispositivos de borda.

  • Experiência imersiva

As plataformas de conversação estão a mudar a maneira como as pessoas interagem com o mundo digital. A realidade virtual (RV), a realidade aumentada (AR) e a realidade mista (MR)  estão a mudar a maneira pela qual as pessoas percebem o mundo digital. Essa mudança combinada nos modelos de percepção e interação leva à experiência imersiva do usuário no futuro, segundo avança a Gartner.

  • Blockchain 

Blockchain , um tipo de livro distribuído, promete reformular as indústrias ao permitir a confiança, fornece transparência e reduz o atrito entre os ecossistemas de negócios, potencialmente reduz também os custos, reduz os tempos de liquidação das transações e melhora o fluxo de caixa.

  • Espaços Inteligentes

Um espaço inteligente é um ambiente físico ou digital em que os seres humanos e os sistemas com tecnologia interagem em ecossistemas cada vez mais abertos, conectados, coordenados e inteligentes. Múltiplos elementos – incluindo pessoas, processos, serviços e coisas se reúnem em um espaço inteligente para criar uma experiência mais imersiva, interactiva e automatizada para um conjunto-alvo de pessoas e cenários do sector.

  • Ética e privacidade digital

A ética  e a privacidade digitais são uma preocupação crescente para indivíduos, organizações e governos. As pessoas estão cada vez mais preocupadas sobre como suas informações pessoais estão sendo usadas por organizações nos setores público e privado, e a reação só aumentará para organizações que não estejam abordando proativamente essas preocupações.

  • Computação quântica

A computação quântica (QC) é um tipo de computação não-clássica que opera no estado quântico de partículas subatômicas (por exemplo, elétrons e íons) que representam informações como elementos denotados como bits quânticos (qubits). A execução paralela e a escalabilidade exponencial dos computadores quânticos significa que eles se sobressaem com problemas muito complexos para uma abordagem tradicional ou onde os algoritmos tradicionais demorariam muito para encontrar uma solução.

 David Cearley , vice-presidente e bolsista do Gartner, disse que as tendências em cada um desses temas são um ingrediente chave na condução de um processo contínuo de inovação como parte de uma  estratégia de longa duração.