Google disponibiliza Cloud e Workspace com novas ferramentas de IA generativa

1610

A Google anunciou após anos a investigar novas soluções de inteligência artificial e a desenvolver produtos, assume a responsabilidade de tornar a IA acessível a todos. A empresa diz ser um momento fundamental da sua jornada de investigação, salientando as descobertas na IA generativa que são fundamentais na forma como as pessoas interagem com a tecnologia. E empresa refere que tem vindo a desenvolver modelos de linguagem de forma responsável, de forma a introduzir nos seus produtos.

Nesse sentido, a Google salienta que os developers e as empresas já podem testar as novas APIs e produtos baseados em modelos de IA através da Cloud. Há um novo ambiente de trabalho para prototipagem chamado MakerSuite, para os developers fazerem as suas primeiras experiências com a tecnologia. Também o Google Workspace não foi esquecido, recebendo novas funcionalidades baseadas em IA generativo para criar e colaborar.

A gigante tecnológica considera que a IA está a ser responsável por novas mudanças de paradigma e impacto profundo em todas as indústrias, da mesma forma que se mudou de plataformas para mobile e depois computação em cloud.

Para a comunidade de developers, que estão a experimentar sistemas de IA, a Google está a introduzir o PaLM API, que diz ser uma forma fácil e segura de construir nos seus melhores modelos de linguagem. A empresa introduz um primeiro modelo disponível, mas em breve vai oferecer outros tamanhos da tecnologia.

Através do MakerSuite vai ser possível fazer protótipos rápidos de ideias, sendo adicionadas mais tarde outras funcionalidades para engenharia de prompt, um gerador sintético de dados e modelos de afinação personalizados. A partir de hoje, um grupo selecionado de developers podem começar a testar as ferramentas, mas os interessados podem registar-se na lista de espera.

Para o Google Cloud, a tecnológica introduziu novas capacidades de IA generativa, em que pretende ajudar os developers e organizações a aceder soluções de nível empresarial de segurança e privacidade, capazes de serem integradas nas suas próprias soluções. Para sistemas baseados em Vertex AI, a Google introduz novos modelos para gerar texto e imagens, mas com o tempo diz que vai suportar também o áudio e vídeo. Os clientes da Google Cloud vão poder descobrir modelos, criar e modificar prompts, e afinar essas ferramentas com os seus próprios dados, lançando aplicações baseadas nestas novas tecnologias.

Para empresas ou entidades governamentais, a Google pretende ajudar a construir as suas próprias interfaces de chat alimentadas por IA e assistentes digitais. A ferramenta Generativ AI App Builder liga a fluidez das conversações de IA a partir da caixa de pesquisa. As empresas podem desta forma construir aplicações baseadas em IA generativa em minutos ou horas.

Além da tecnologia, a Google disponibiliza ainda novos parcerias e programas relacionados com IA. Está a expandir o seu ecossistema de IA e programas especializados para parceiros tecnológicos, fornecedores de softwares especializados em IA e startups, que a partir de hoje também já podem começar a testar o Vertex AI com suporte a IA generativo.

Por fim, e concreto para o Workspace, a Google introduz novas ferramentas alimentadas por IA. No Gmail e Google Docs, basta escrever um tópico, que o sistema gera um draft de texto instantaneamente. Dando um exemplo, fazer o onboarding de um novo empregado, através do Workspace pode ser criado um email de boas-vindas facilmente. A partir dessa base pode-se elaborar ou abreviar a mensagem mediante a necessidade de ser mais profissional, ou mais descontraído, através de breves cliques. Esta nova experiência chega nas próximas semanas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui