Governo da RDC corta Internet e SMS antes de manifestações

0
3068

O Governo da República Democrática do Congo ordenou no último sábado de 2017,  às empresas de telecomunicações que cortassem a Internet e as mensagens de texto por todo o país antes das manifestações que aconteceram no domingo (31/12).

O ministro Emery Okundji escreveu uma carta aos fornecedores de telecomunicações, a exigir que todos os serviços de Internet e mensagens fossem suspensos às 18h deste sábado (menos uma hora em Luanda), ainda que alguns utilizadores continuassem a ter acesso duas horas depois. O corte mantém-se até novas ordens do Governo.

“É por razões de segurança do Estado”, disse o ministro das telecomunicações do país, Emery Okundji, em resposta à violência que está a ser preparada… o Governo tem o dever de tomar todas as medidas para proteger as vidas dos congoleses.

O Governo da RDC já tinha cortado os serviços de Internet e SMS numa manifestação contra o Governo em Janeiro de 2015. E limitou também o acesso a algumas redes sociais, tal como fizeram outros países africanos nos últimos dois anos.

Alguns activistas católicos anunciaram manifestações para algumas das maiores cidades do país neste domingo, exigindo ao Presidente, Joseph Kabila, que não altere a Constituição (alteração que lhe permitirá candidatar-se a um terceiro mandato) e que liberte os presos políticos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here