IGAPE descarta privatização da Angola Telecom

1477

O Instituto de Gestão de Ativos e Participações do Estado (IGAPE), no âmbito das suas atribuições e com vista ao reforço do acompanhamento das atividades operacionais das empresas públicas e com domínio público, reuniu, no dia 22 de junho com o Conselho de Administração da Angola Telecom.

O presidente do Conselho de Administração do Instituto de Gestão de Ativos e Participações do Estado (IGAPE), Patrício Vilar, disse que a Angola Telecom tem evoluído de forma significativa nos últimos tempos.

 “Estamos a falar de uma empresa que já está no vermelho a bastante tempo, mas que finalmente em 2022 conseguiu fechar no verde. Começa-se a fazer uma recuperação não apenas do ponto de vista de resultados operacional mas também de limpar um histórico que traz consigo um passivo significativo. Temos que reconhecer que houve aqui um trabalho muito interessante não apenas do ponto de vista da operacionalização da empresa, mas também da negociação com os fornecedores e com os clientes. Estamos otimistas relativamente a evolução da empresa, porém, ainda há muito por se fazer”.

 O PCA do IGAPE recomendou que os Ministérios das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social e Ministério das Finanças, a olharem mais na questão das infraestruturas da Angola Telecom, no sentido de existir maior integração dos investimentos entre as empresas do sector, no que diz respeito a utilização da rede de fibra óptica.

 No que toca a privatização da Angola Telecom, segundo Patrício Vilar, “estamos primeiro a trilhar o caminho, nomeadamente a redução de reservas levantadas pelo Auditor Externo e também da redução do passivo que a empresa tem. Temos que fazer acertos de contas que se impõem, renegociações com os fornecedores e isto está a ser feito e nós vamos acompanhar durante este ano. Penso que até ao final do ano teremos um planeamento relativamente ao próximo passo de privatização. Lembrem-se que a privatização pode não ser a venda e sim, uma conceção de exploração e gestão ou uma parceria com outro ente-privado”.

 Por sua vez, o Presidente do Conselho de Administração da Angola Telecom, Adilson Santos, disse que o encontro efetuado com o IGAPE foi proveitoso, tendo permitido o esclarecimento do estado atual da empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui