Investigadores angolanos criam aplicativo móvel para gestão de dadores de sangue

946

Um grupo de investigadores nacionais em Desenvolvimento, Perspetivas e Crescimento Sustentável criaram um aplicativo móvel, para a gestão de dadores voluntários de sangue e transplantes.

Denominado “Mais Vida” e apresentado nas Jornadas Científicas da Universidade Gregório Semedo de 2022, a inovação tecnológica tem como fundamento uma abordagem contextualizada na prática do processo de seleção de dadores de sangue e órgãos humanos, com vista a fortalecer o stock nas unidades hospitalares e a dar resposta às possíveis necessidades dos pacientes.

Segundo engenheiro Celso Bernardo, um dos founder do projeto, frisou que se trata de uma aplicação móvel, que recorre à plataforma de desenvolvimento Andróid, com a tecnologia webservices e tem como objetivo facilitar a interação entre pacientes e dadores, de forma a otimizar o processo de procura e obtenção de voluntários.

MAIS: Inovadores angolanos criam aplicativo para dinamizar sector dos seguros no país

O inovador angolano acrescentou ainda que, com o desenvolvimento do aplicativo “MaisVida”, a sociedade vai dispor de uma ferramenta simples e capaz de resolver o problema da doação e facilitar a partilha de informações entre as unidades hospitalares, pacientes e familiares.

Desta forma, garantimos um sistema automatizado com atendimento eficiente”, reiterando que o aplicativo tem a finalidade de difundir a informação entre as unidades hospitalares e melhor controlo na gestão de dados dos bancos de sangue e transplantes.

Na apresentação do projeto, sendo um dos temas propostos pelas faculdades de Engenharia e Novas Tecnologias da referida instituição de Ensino Superior, foi revelado que o aplicativo conta com uma interface amigável, de fácil manuseamento e mobilidade, por meio de Android e IOS.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui