Maior cabo submarino do continente africano vai pousar na Namíbia

0
1530

A Paratus e a Telecom Namibia assinaram um acordo inédito para pousar o cabo submarino Equiano, na Namíbia. O cabo proporcionará às redes namibianas e aos seus clientes maior capacidade, possibilitando mais opções de produtos que podem estimular o crescimento económico e apoiar um sector de telecomunicações competitivo.Em 2019, o Google anunciou pela primeira vez que o seu projecto de cabo submarino, Equiano, conectaria a África com a Europa, percorrendo a costa oeste da África, entre Portugal e a África do Sul. O cabo Equiano do Google incorpora nova tecnologia que permite aproximadamente 20 vezes mais capacidade de rede do que o último cabo construído para atender esta região e oferece flexibilidade para adicionar e realocar capacidade em diferentes locais conforme necessário.

O CEO do Paratus Group, Barney Harmse explicou, “Este é um marco importante para a Paratus. Estamos honrados por co-investir com a Telecom Namibia no projecto de cabo submarino Equiano porque isso corresponde aos nossos objectivos de fornecer conectividade ilimitada e construir uma rede de qualidade da África com toda a capacidade de Internet de que precisa.”

A Paratus com a sua rede estendida fornece um serviço focado em conectividade via satélite em 22 países africanos e 4000 conexões via satélite adicionais em todo o continente. A capacidade adicional oferecida pelo cabo Equiano, o maior do continente africano, fortalece ainda mais a presença da Paratus SADC e a conexão de rede europeia, bem como a estratégia de crescimento de longo prazo da operadora.

“Esta colaboração afirma que as parcerias estratégicas entre os provedores de redes locais irão promover muito o crescimento económico e a transformação digital, ao mesmo tempo que acelera a participação da Namíbia na Quarta Revolução Industrial. Temos muito orgulho de ser um investidor na filial da Namíbia ”, disse o CEO da Telecom Namibia, Dr. Stanley Shanapinda.

A cooperação entre a Paratus e a Telecom Namibia reflete o espírito e os objectivos da Lei das Comunicações, conforme previsto pelo governo namibiano. A colaboração de operadoras locais  está a provar que os benefícios da cooperação são de longo alcance, não apenas para os clientes, mas também para todo o mercado de TIC na Namíbia e além.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here