Manuel Homem: As Mediatecas ajudam na inclusão digital da sociedade angolana

886

A expansão das mediatecas ao redor do país é algo que vai ajudar na universalização da informação, a inclusão digital e social dos cidadãos angolanos, apontou o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), Manuel Homem, na inauguração da primeira Mediateca da província de Malanje, com o nome de Rei Ngola Kiluanje.

Segundo o governante, o Executivo Angolano quer dar seguimento ao projecto de construção de mais Mediatecas, nas restantes regiões do país, recordando que existem actualmente no país apenas 10 infra-estruturas desse tipo, infra-estruturas essas que contribuem para a diversificação das fontes de pesquisa, por parte dos cidadãos, a par da sua permanente capacitação em diversas áreas das tecnologias de informação e comunicação.

Para Manuel Homem, a expansão das mediatecas de proximidade, que estão operacionais em seis províncias do país, nomeadamente Bié, Malanje, Luanda, Cabinda, Uíge e Moxico, ilustra a grande importância e o impacto de tais serviços na vida das comunidades.

Ainda na mesma senda, o governador de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, disse que a mediateca vai agregar valores à comunidade estudantil e académica, realçando que a atribuição do nome do Rei Ngola Kiluanje ao empreendimento contribui para perpetuar a figura do soberano do Ndongo e valorizar a cultura local.

Por fim, o director-geral da Rede de Mediatecas de Angola (REMA), Bengue Saúka, frisou que a estrutura de Malanje vai incentivar a criatividade, inovação, arte e cultura.

De informar que a mediateca Rei Ngola Kiluanje custou mais de dois mil milhões de kwanzas aos cofres do Estado Angolano, onde a mesma dispõe de espaços de pesquisa multimédia e actividades infanto-juvenis, recepção central para registo de utentes, auditório, salas de jogos, cinema, lojas de conveniência, área de restauração e serviços de informação.

A referida mediateca contém ainda salas de formação e capacitação, espaços e ambientes de leitura e lazer e estruturas de apoio ao empreendimento, sendo a décima do país e vai, numa primeira fase, garantir 30 postos de emprego directos e 20 indirectos.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui