Moçambique: INCM e INE firmam parceria para realizar inquerito sobre telecomunicações

1105

Moçambique vai ter melhorias significativas na recolha de dados sobre a utilização de serviços de telecomunicações e a qualidade oferecida pelos operadores de telefonia móvel devido a assinatura de um memorando de entendimento entre o Instituto Nacional das Comunicações (INCM) e o Instituto Nacional de Estatística (INE), entidades daquele país.

O acordo foi rubricado na semana passada, propriamente no dia 04 de Fevereiro, pelos Presidentes dos Conselhos de Administração dos dois institutos, com Tuaha Mote a representar o INCM, enquanto Eliza Magaua a identificar o INE, parceria essa que é para a realização de inquéritos sobre o uso de serviços de telecomunicações.

Segundo o que foi informado, o INE vai ter o trabalho de recolher variados dados através de metodologias de padrão institucional, de modo a garantir a fiabilidade e credibilidade dos resultados.

MAIS: Moçambique: Empresas de telefonia móvel não cumprem com o tempo das chamadas de voz

Ainda no evento, Tuaha Mote informou que o organismo que dirige tem a o desafio de produzir informações estatísticas sobre a utilização da sociedade moçambicana, quando se fala dos serviços de telecomunicações e da qualidade oeferecida pelos operadores de telefonia móvel presentes no país.

o INE vai ajudar a matematizar o projecto fornencendo dados credíveis”, disse o PCA do INCM.

Tuaha Mote disse ainda que o acordo rubricado entre o INCM e o INE reforça assim a cooperação e colaboração entre as instituições do Estado Moçambicano, e claro, evitar que trabalhos que podem ser feitos por empresas nacionais capacitadas sejam efectuados por privados.

Em vez de solicitar a prestação de serviços a instituições privadas, nós privilegiamos as públicas, pois têm competência e legitimidade para realizá-los. É por essa razão que escolhemos o INE para assinar este memorando de entendimento, porque no futuro todos os inquéritos serão efectuados pela entidade”, disse Tuaha Mote.

Por outra, Eliza Magaua, disse que esse acordo vai representar um alargamento no leque de produtos estatísticos fornecidos e permitir que possam ser respondidos em tempo oportuno às necessidades das informações de utilizadores, além de promover a cultura estatística em Moçambique.

O INE está disponível para partilhar o conhecimento com o Instituto Nacional das Comunicações de Moçambique”, disse a gestora.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui