[Moçambique] Índice de inclusão financeira desceu 12,76 em 2021

1105

O Índice de Inclusão Financeira (IIF) global calculado pelo Banco de Moçambique (BM) situou-se em 12,76 pontos, em 2021, contra os 13,93 registados em 2020, refletindo uma redução de 1,2 pontos.

Esta queda resulta, fundamentalmente, da redução dos pontos de acesso (agências bancárias, micro bancos e cooperativas de crédito, agentes bancários, ATM e POS), com especial enforque na cidade de Maputo, bem como da retracção da atividade económica ao longo do período em análise (efeito Covid-19).

Segundo um relatório sobre a Inclusão Financeira publicado recentemente pelo Banco de Moçambique, o IIF, ao nível das províncias, continua, ainda assim, maior na cidade de Maputo (82,69 pontos), seguido da província de Inhambane (10,36 pontos) e Maputo (9,95 pontos).

Os níveis mais baixos observam-se nas províncias de Zambézia (2,84 pontos) e Niassa (3,67 pontos).

MAIS: Moçambique: Inclusão financeira no país entra em fase decisiva

No quadro das iniciativas do Governo orientadas para a inclusão financeira da população rural, há a destacar, em 2021, a realização das ações desenvolvidas à luz do projeto “Um distrito, um banco”, que permitiram a instalação de três agências, perfazendo um total de 45 agências desde 2016, ano de lançamento do projeto.

Também destaca-se o projeto Sustenta que na campanha agrária 2020/2021, beneficiou 103 distritos em oito províncias do país (exceto Inhambane, Maputo província e Maputo Cidade), sendo que no global, o programa abrangeu, direta ou indiretamente, 291.241 beneficiários.

Como benefícios da digitalização de pagamentos do Estado (G2P), no sistema obrigatório de Previdência Social do Estado, o Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) elevou o efetivo de pensionistas pagos via transferência às respetivas contas bancárias, de um total de 165.722 pensionistas, em dezembro de 2020, para cerca de 184.433 pensionistas, em dezembro de 2021, representando um incremento de 18.711 pensionistas, passando para 95% dos pensionistas a receber as suas pensões via transferência bancárias.

Quanto ao grau de cumprimento do plano de ações da Estratégia Nacional de Inclusão Financeira (ENIF), até 2021, do total das 54 ações inscritas no Plano de Ações da estratégia 2016-2022, 17 ações (31%) foram realizadas, 21 ações (39%) encontram-se em curso, quatro ações ainda não foram iniciadas (7%) e 12 ações (22%) são de carácter permanente.

Refira-se que o Governo Moçambicano lançou, em 2016, a Estratégia Nacional de Inclusão Financeira 2016-2022, que visa fornecer uma abordagem estruturada para a implementação de políticas e ações prioritárias para o estabelecimento de mecanismos de monitoria, avaliação e coordenação de atividades a serem levadas a cabo pelos diversos intervenientes, visando acelerar o processo de construção de uma sociedade financeiramente incluída em Moçambique.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui