[Moçambique] Introdução de novos sistemas dificulta a compra online de energia elétrica

2251

A instalação de novos sistemas digitais é um dos motivos que tem causado problemas na compra de Credelec via online, o que obriga a Eletricidade de Moçambique (EDM) manter as lojas abertas ao público por muito tempo.

Consoante ao problema e às reclamações por parte dos clientes, a empresa pública de produção e distribuição de energia elétrica fala de uma falha no sistema, no âmbito da estabilização e desenvolvimento do mesmo.

O sistema que estamos a usar já vem desde 2010; já está ultrapassado. O que aconteceu é que os nossos sistemas redundantes, sendo as nossas lojas online, demoraram entrar, e a solução que os técnicos encontraram, de imediato foi reiniciar os sistemas, o que teria causado essa falha que culminou com a paragem de venda de energia elétrica por um determinado período”, explicou Luís Amado, porta-voz da EDM.

Aos clientes que possam ter sido prejudicados, sob ponto de vista de materiais, com a falha do sistema, a EDM assegura que está a estudar uma forma de compensação e afirma que já fez anotações de algumas supostas ocorrências.

Os que de facto foram afetados são aqueles clientes que tiveram rutura de energia naqueles dias. Por ficarem muito tempo sem energia, estes tiveram transtornos materiais. Em relação à compensação, a EDM pode ver caso a caso, e assim que se provar iniciamos os pagamentos”, informou Luís Amado.

A empresa, diz ainda, que há necessidade de implementar novas infraestruturas a nível tecnológico para evitar problemas do género.

Claramente, a infraestrutura que temos hoje não vai suportar os seis milhões e quinhentos mil clientes. Estamos a implementar um projeto grande, que é de estabilização e ampliação de sistemas e infraestruturas para o suporte ecológico de várias iniciativas que o processo envolve”, reiterou Luís Amado.

A empresa moçambicana revelou ainda que deve entrar em funcionamento, ainda este ano, um Call Center mais dinâmico para responder a inquietações de mais clientes, no âmbito do acesso universal à energia elétrica.

De referir que o projeto de digitalização da EDM arrancou em 2020 e conta com um financiamento de 29,5 milhões de dólares fornecidos pelo Banco Mundial.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui