Moxico sem pontos de acesso de internet há vários anos

800

Os moradores da província do Moxico reclamam da falta de pontos de acesso público e gratuitos de internet dos nove municípios da região, com destaque para os do projecto “Angola Online”, que estão sem comunicações há mais de dois anos.

Segundo o que foi revelado em uma reportagem da ANGOP, a capital da província Luena tinha apenas três pontos de acesso à internet para mais de 468 mil habitantes, e que facilitavam os utilizadores efectarem pesquisas e partilhas de informações através das redes sociais, de forma grátuita.

Os pontos de internet funcionavam no Complexo Monumento à Paz, Avenida 1º de Maio, bem como no Jardim defronte ao Governo Provincial, zonas que eram muito frequentadas pela sociedade civil da província, mas que estão inoperantes há cerca de dois anos, assim como em outras regiões da província, dificultando a população, fundamentalmente a mais jovem, de se inserir no mundo digital.

MAIS: Angola Telecom vai expandir os seus serviços de telecomunicações no Moxico

Para o estudante universitário de psicologia Artur Santos, que regularmente deslocava-se para o jardim da Avenida 1º de Maio para realizar investigação de conteúdos académicos e manter comunicação com o mundo, situação que deixou de o fazer por inoperância do equipamento.

Em tom de resposta, o director geral do Instituto Nacional de Fomento da Sociedade de Informação – INFOSI, André Mpumba Pedro, informou que a inoperância dos pontos de internet na província do Moxico é devido a vandalização dos materiais que asseguram o seu funcionamento.

Embora não tenha dado uma data certa, revelou que está em curso a implementação de um novo método de distribuição de internet, com a utilização dos serviços do ANGOSAT-2, que facilitará a montagem e a manutenção dos equipamentos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui