Nave espacial russa com turistas japoneses aterrou no Cazaquistão

0
774

A nave espacial russa tripulada Soyuz MS-20, comandada pelo cosmonauta Alexandr Misurkin e com o bilionário japonês Yusaku Maezawa e o seu assistente Yozo Hirano a bordo, aterrou ontem no Cazaquistão, revelou a agência espacial russa Roscosmos.

A Soyuz MS-20 aterrou às 04:13(horário de Luanda), e a cerca de 150 quilómetros a sudeste da cidade cazaque de Zheskazgan, como era planeado na trajectória do voo.

Parabéns pelo regresso à Terra, querido Alexander (Misurkin)“, disse o diretor-geral da empresa, Dmitry Rogozin, que também felicitou os primeiros turistas espaciais a voar para a Estação Espacial Internacional em 12 anos.

Esta foi a primeira vez que dois visitantes espaciais viajaram na mesma nave espacial para a Estação Espacial Internacional e o primeiro voo turístico para a plataforma orbital desde 2009, quando o canadiano Guy Laliberté, fundador do Cirque du Soleil, pôs os pés na estação.

A operação para assegurar a aterragem envolveu cerca de 200 salvadores e um grupo aéreo composto por 12 helicópteros Mi-8, dois An-12 e um An-26, bem como cerca de 20 veículos terrestres.

O homem de negócios japonês, também conhecido como “MZ” e que é o 30.º homem mais rico do seu país, de acordo com a lista da Forbes, permaneceu na plataforma orbital internacional durante 12 dias.

Maezawa, um colecionador de discos com 46 anos e arte moderna, adquiriu o maior retalhista de moda online do Japão, Zozo, no qual vendeu uma participação maioritária em 2019, num negócio multibilionário.

O seu assistente Yozo filmou a aventura do seu chefe na Estação Espacial Internacional, tornada possível pela cooperação da agência espacial russa Roscosmos com a empresa americana Space Adventure.

Durante o seu tempo na estação, Maezawa publicou cerca de 20 vídeos no YouTube, onde tem 1,43 milhões de seguidores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui