Nem os chineses querem falsificar o Galaxy Gear

824

140113211321-samsung-smartwatch-3-story-top

Todo mundo sabe que a China é o país das cópias falsificadas de tudo quanto é objecto com algum valor comercial, telemóveis, televisões, roupas caras, carros, tacos de golf, etc. Numa das últimas notícias divulgadas pelos portais de notícias internacionais, informava que os chineses iriam começar a fazer cópias até dos aviões da Boeing, não é rumor, é verdade acreditem.

Mas não foi por causa do Boing que fazemos este post, mas sim porque segundo o site da CNN os chineses não estão interessados em copiar o relógio inteligente da Samsung (Galaxy Gear) e nem sequer os óculos da Google (Google Glass), apesar de este ultimo ainda não ter sido lançado oficialmente. A razão alegada por eles? Ninguém está interessado nessas tecnologias, segundo os falsificadores, eles “não se preocupam com o Galaxy Gear porque a procura dos consumidores é muito fraca (…) ele não é popular”.

Se analisarmos este comentário iremos notar que na realidade, até hoje, a tecnologia “vestível” ainda não apresentou nada ao mundo que pudesse ser considerado um objecto de desejo. O Galaxy Gear foi lançado a pressa sendo uma decepção para os amantes da Samsung, o Google Glass ainda nem pode ser considerado com o um produto acabado e é proibido na maior parte dos locais públicos dos EUA.

Dizem que 2014 é o ano das tecnologias vestiveis, teremos a nova versão do relógio inteligente da Samsung, o Galaxy Gear II, o provável lançamento ao público do Google Glass, o tão esperado iWatch da Apple. Portanto, será mesmo que 2014 o ano das tecnologias “vestiveis”, será que iremos estar interessados neste tipo de equipamentos?

Via: [CNN]