Pirata informático usa perfil falso do administrador para burlar cidadãos em Benguela

0
1056

Um pirata informático, nas redes sociais, até então desconhecido, é acusado da prática de burla, em dinheiro, a vários cidadãos, em nome do administrador municipal do Cubal, Paulino Banja.

A informação foi prestada pelo próprio administrador do Cubal, que adiantou ter se apercebido da grave situação graças aos seus amigos com quem mantém comunicação por via WhatsApp e Facebook, que confirmaram terem transferido, por meio de IBAN, valores em dinheiro para a conta bancária orientada pelo indivíduo.

Paulino Banja referiu ainda que uma das vítimas, que foi burlada pelo perfil falso, chegou a transferir 25 mil kwanzas, enquanto uma segunda vítima tranferiu 50 mil, para uma conta sugerida pelo burlador.

De referir que o administrador do Cubal perdeu a mãe no passado no dia 7 deste mês, o que levou a uma grande manifestação de carinho por parte de muitas pessoas que manifestaram solidariedade, sendo que por causa disso estiveram sensiveis ao golpe informático.

MAIS: Cantor Bass tem sua página do Facebook hackeada, e oferece recompensa a quem conseguir recuperar

Paulino Banja aumentou ainda que no Facebook, o seu perfil, é alvo de falsificação, há mais de dois anos, o que o levou já a efectuar mudanças, e que no caso da rede social WhatsApp, apenas a cerca de três meses é que passou a notar a circulação de um número estranho com o seu perfil e uma imagem sua.

Acrescentou também que, para provar a falsidade da conta, dirigiu-se a uma zona sem cobertura e de regresso recebeu informações junto dos seus colegas de serviço, que a conta estava online.

Liguei de imediato para o número em causa, chamou e, de seguida, atendeu um indivíduo, fazendo-se passar mesmo por Paulino Banja. Para o meu espanto, o indivíduo não prosseguiu com a conversa e desligou o telefone“, disse.

Segundo o que a redacção do MenosFios apurou, o governante já denunciou às autoridades locais, nomeadamente à Procuradoria Geral -da República (PGR) e ao Serviço de Investigação Criminal (SIC) que já trabalham para a possível identificação e responsabilização do suposto criminoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here