Telefonia móvel contribui com mais de 100 biliões de USD para a África Subsariana

0
1625

Africa Telefonia

Durante a última cimeira sobre o desenvolvimento do sector móvel em África, a GSMA (organização que representa os operadores de telefonia móvel) constatou que o sector de telefonia móvel contribuiu com mais de 100 bilhões de USD para a economia da África Subsaariana em 2014, o equivalente a 5,7 por cento do produto interno bruto da região.

Operadoras de telefonia móvel contribuíram directamente com 31 biliões, representando 1,7 por cento do PIB. Até 2020 a estimativa é que esta indústria contribua com com 160 biliões de USD, o equivalente a 8 por cento do PIB esperado.

Mas nem tudo é positivo…

Verifica-se que existem desafios pela frente, com taxas de crescimento de assinantes definidos a desacelerar, refletindo os obstáculos que subsistem em trazer a conectividade para a região, provocados por diversos problemas, com destaque para os energéticos, o aumento da concorrência e da acção regulatória.

Segundo Alex Sinclair, diretor de tecnologia da GSMA:

“Apesar das pressões das quedas das assinaturas e lucros, os operadores móveis locais continuam a investir pesadamente para ampliar a cobertura de rede para servir as comunidades não conectadas e acelerar a migração para a alta velocidade 3G / 4G redes de banda larga móvel.

A tecnologia móvel também está a desempenhar um papel central na África Subsariana, abordando uma série de desafios sócio-económicos, nomeadamente a inclusão digital e financeira, e que permite o acesso a serviços vitais, como educação e saúde

Região que mais cresce

A previsão é animadora:  teremos 386 milhões de assinantes móveis exclusivos na África subsariana até o final de 2015, o equivalente a 41 por cento da população da região.

Crescimento na primeira metade da década (de 2010 a 2015) foi de 13 por cento ao ano, mais que o dobro da média mundial (6 por cento). Ele ultrapassou a América Latina em 2014 para se tornar o terceiro maior mercado do mundo de assinante móvel, atrás da Ásia Pacífico e Europa.

O futuro é promissor

O número de assinantes de serviços móveis exclusivos deve chegar a 518 milhões até 2020, o que representa quase metade da população da região

Redes comerciais 3G foram lançados em 41 países em toda a África Subsariana a partir de junho de 2015, enquanto as redes 4G estão disponíveis em 23 países (em que Angola está incluída, com as redes da Unitel, Movicel e NetOne).

Veja aqui o relatório completo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here