Web Summit 2019: Há privacidade na sociedade actual? Snowden responde…

479

Num evento com tópicos definidos para ditar o rumo da tecnologia nos próximos anos, um dos mais destacados foi “Segurança e privacidade“.

Nada melhor do que “convidar” o espião mais famoso do mundo: Edward Snowden. Durante a cerimónia de abertura da Web Summit 2019, centanas de pessoas correram para o palco central da Altice Arena para ouvir o autor do livro “Vigilância Massiva, Registo Permanente” (Permanent Record, titulo original).

A pergunta mais marcante foi “O que você faz quando as instituições mais poderosas da sociedade se tornam as menos confiáveis para a sociedade?“, Edward Snowden fez assim mais um dos seus ataques aos governos e entidades reguladoras, por permitirem que a colecta massiva de dados seja uma realidade.

Durante intervenção de Edward Snowden, directo da Rússia (via videoconferência), em cerca de 30 minutos, o ex-funcionário da NSA (Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos) criticou as grandes empresas pelo modelo de negócio voltado para “o abuso” dos dados dos usuários. A lista das grandes empresas é conhecida e Snowden rapidamente apontou a Google, Facebook e Amazon como as empresas que utilizam indevidamente os dados dos utilizadores.

E quanto a questão inicial, se existe privacidade, a resposta foi simples: “o sistema torna as populações vulneráveis para o benefício dos privilegiados”.

Veja na integra a abertura da Web Summit 2019 com Edward Snowden:

Destaques:

“Os dados não são inofensivos”. “Os dados não são abstratos quando se trata de pessoas, e todos os dados coletados hoje são sobre pessoas. Não são os dados que estão sendo explorados, são as pessoas que estão a ser exploradas. Não são os dados e as redes que estão a ser manipulados. É você que está sendo manipulado.”