Adiado a implementação dos exames multimédias para obter carta de condução

1953

Foi adiado, em todo o país, o início do processo de exames de condução, escritos e multimédia, na Direção de Trânsito e Segurança Rodoviária (DTSR), previsto para hoje(27), devido a questões técnicas, o chefe de departamento de condutores da DTSR, superintendente-chefe, Angelino Serrote, citado pela Rádio Nacional de Angola (RNA).

Questões técnicas levam-nos a adiar o início dos exames de condução, escritos e multimédia. Ainda não temos uma data definida, assim que houver, vamos comunicar”, disse o superintendente-chefe.

Angelino Serrote adiantou, também, que “as condições estão a ser preparadas para que o exame multimédia seja factual, sendo que a princípio, pretendia-se começar por Luanda, mas concluiu-se não ter a cidade capital como ponto de partida”.

MAIS: Exame multimédia para obter carta de condução entra em vigor

A implementação do exame multimédia é uma das várias estratégias do CNVOT a ser implementado em 2023, com vista a reduzir o número de acidentes rodoviários, que no ano passado causou a morte a 2.999 pessoas e 15.693 feridos, num universo de mais de 13 mil acidentes.

Por isso, julgamos imperiosa e urgente a introdução do exame multimédia, por ser muito mais rigoroso na avaliação das competências das pessoas e que depois vai ter um grande impacto na redução dos acidentes rodoviários e consequentemente a perda de vidas e bens materiais consideráveis”, informou o comandante-geral da Polícia Nacional, Arnaldo Manuel Carlos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui