Angola e Cuba vão assinar acordos de cooperação em domínios técnicos e tecnológicos

861

Angola e Cuba vão assinar acordos de cooperação em domínios técnicos e tecnológicos nas áreas do ensino e ciências, medicina e telecomunicações, com o objectivo de reforçar e aprofundar as relações bilaterais entre os dois países.

Essa informação foi revelada pelo Vice-Primeiro-Ministro da República de Cuba, Ricardo Cabrisas Ruiz, falando em alusão a uma visita na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda – Bengo, visita essa que vem no seguimento da assinatura do Memorando de Entendimento entre a Agência de Investimento Privado em Promoção de Exportações de Angola (AIPEX) e a Direção de Promoção do Comércio e Investimento de Cuba (PROCUBA), rubricado em Março do ano transacto pelo Ministro de Estado e chefe da Casa Civil da Presidência da República, Adão de Almeida, aquando da sua visita a Cuba.

Para Álvaro Santos, PCA em exercício da ZEE, o propósito desses acordos são considerados relevantes, visto que além de reforçar a cooperação entre  ambos  países, os mesmos vão possibilitar o alargamento do intercâmbio dos sectores da Agro-Indústria e a Construção do Pólos Industriais, na vertente farmacêutica, considerados de capital importância para Angola.

O gestor público informou ainda que o convite visa abrir novas perspectivas à cooperação económica existente entre Angola e Cuba, através da exibição do potencial económico da ZEE.

A nossa existência e acção é caracterizada com inovação, produtividade, empreendedorismo e rentabilidade que se reflectem na diversificação da economia, no aumento significativo da produção local, na exportação de bens feitos em Angola, e na criação de empregos diretos e redução de importações”, disse o PCA.

MAIS: Angola e Moçambique reforçam cooperação entre as instituições de ensino superior

Já Ricardo Cabrisas Ruiz, prometeu, na sequência, a presença em Angola, brevemente, de uma equipa de especialistas cubanos para estabelecer novos contactos com os sectores apresentados como prioritários.

O Vice-Ministro elogiou ainda o potencial da Zona Económica Especial e classificou a importância do acordo, bem como prometeu projectar o acordo para outros países da América Latina tendo em conta as relações que Cuba mantém na região.

Os nossos países precisam dessa cooperação para que haja benefícios mútuos para ambos os povos, pelo que o meu entendimento vai além de Cuba e Angola, e mas projectar para outras regiões, inclusive a que nos encontramos. Por isso prometemos realizar outras visitas a Angola e à Zona Económica em particular”, sublinhou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui